por
Lingopass
9.2.2022

Meet Lingoverse!

Um fato notório é que a pandemia alterou profundamente nossas vidas, em todas as áreas possíveis. Os impactos foram sentidos por todos os setores do mercado e também provocaram efeitos e mudanças de comportamento nas esferas sociais.

Tendo em vista esse cenário, o Lingopass, está atento às novas tendências e preparado para adaptações que busquem sempre atender os interesses e solucionar as  principais dores dos estudantes. 

Por isso, apresentamos o Lingoverse, um novo universo para o aprendizado de idiomas, que combina a tecnologia com metodologias de ensino. 

Neste artigo você encontrará informações importantes sobre o atual panorama marcado pelos efeitos da pandemia e como as novas funcionalidades do Lingoverse podem ser uma resposta. Desta forma serão abordados temas como:

  • O isolamento e outros efeitos da pandemia;
  • Necessidades de conexão pessoal;
  • O que é Live Study? Conheça esta tendência;
  • Lingoverse, um novo universo de possibilidades.

O isolamento e outros efeitos da pandemia 

A solidão vem atingindo níveis preocupantes. Um relatório da Comunidade Européia, publicado em de junho de 2021, afirma que um de cada quatro cidadãos europeus se sentiu solitário nos primeiros meses do ano, o dobro em relação ao ano de 2016. Dados mais alarmantes ainda, indicam que esse número se multiplicou por quatro entre os jovens. 

Além disso, um estudo publicado no American Journal of Preventive Medicine atesta que as pessoas socialmente isoladas têm maior risco de morte prematura e são mais propensas a sofrer problemas de saúde mental.

Esse último risco parece evidente ao considerarmos que o homem é um ser que necessita criar vínculos e fazer parte de um grupo/comunidade para se reafirmar enquanto sujeito. 

É nesse sentido que um levantamento realizado entre 23 de dezembro de 2020 e 8 de janeiro de 2021 pelo Instituto IPSOS demonstra que 50%, das 1000 pessoas entrevistadas no Brasil, disseram sentir solidão “muitas vezes”, “frequentemente” ou “sempre”. Tal percentual é o maior entre todas as populações ouvidas pela pesquisa – ressalta-se que foram ouvidas 23000 pessoas de 28 países 

Necessidades de conexão pessoal

Durante o isolamento e com a falta de interação social, muitas pessoas buscaram novas formas de se manter ativos e ocupados. Segundo pesquisa do Certificados Cursos Online, a busca por cursos on-line aumentou mais de 300% somente em 2020 e teve seu ápice em maio e junho. 

Com isso, é possível observar que os profissionais buscam, cada vez mais, cursos remotos como uma ferramenta de melhoria no desenvolvimento pessoal e profissional e, para tanto, verifica-se o aumento do uso da tecnologia como meio de aprendizagem.

Sólon Caldas, diretor executivo da ABMES – Associação Brasileira de Mantenedoras do Ensino Superior – declara que a maior mudança se dá com relação à mentalidade de professores, gestores e alunos ao compreender, por meio do ensino remoto, que a tecnologia é uma aliada da educação de qualidade. Um desses exemplos, é a ampliação da busca pelo ensino remoto.

A pesquisa Coronavírus e Educação Superior: O que pensam os alunos – realizada pelo Educa Insights em parceria com a ABMES – aponta que 46% dos estudantes que desejavam iniciar cursos de graduação no primeiro semestre de 2021 buscaram o ensino remoto. Ainda, o número de ingressantes em cursos à distância tem crescido e deve ultrapassar o presencial no próximo ano, conforme os Censos da Educação Superior.

Apesar desse cenário, a necessidade de conexão ainda existe. Dessa forma, surgem iniciativas para proporcionar essa relação, como, por exemplo, o maior uso dos espaços de “coworking”, ou ainda reuniões digitais que permitem a interação, mesmo à distância.

Liliana Arroyo, doutora em sociologia, afirma que a “necessidade de estar em coletividade está na ordem do dia. Com a pandemia, o tecido social ficou bastante afetado, e agora é que está sendo reconstruído”.

Live Study Stream, uma nova tendência

Unindo o melhor que a tecnologia oferece à necessidade de criação de vínculos, surgiu uma nova modalidade de estudos, o study stream, com o propósito de reunir estudantes numa mesma comunidade. 

Tal modalidade adquiriu mais importância graças ao longo período da pandemia em que muitos alunos precisaram estudar por meio de EAD. 

No entanto, o que é o study stream afinal? É um modelo de estudo no qual estudantes se reúnem virtualmente em chamadas de vídeo para que possam acompanhar uns aos outros enquanto estudam, sendo possível até estudar com estudantes de outras partes do mundo. 

Constrói-se, deste modo, uma sensação de estudo em grupo, o que ajuda o aluno a seguir o plano de estudo estabelecido e permanecer produtivo. Verificam-se, ainda, claras vantagens quanto aos benefícios na motivação e na produtividade, auxiliando inclusive a criar e manter o hábito constante de estudar.

Por um lado, existe a denominada psicologia do mimetismo, em que há uma tendência de que a tarefa a ser executada se torne mais fácil pelo fato de estar assistindo alguém que a esteja executando também. Por sua vez, há também o sentimento de prestação de contas, que faz com que o indivíduo se esforce mais ao se sentir observado.

Esse método pode ser realizado por diversas plataformas – Zoom, Discord, Skype, Meet – e até por meio de lives no Youtube ou no Twitch. As chamadas não são feitas para conversas, mas sim para que os estudantes sintam pertencer a um grupo e, graças a essa identificação, sintam mais ânimo para prosseguir os estudos. 

Sendo assim, geralmente as câmeras são ligadas e os participantes podem também trocar dicas, facilitando todo o processo e tornando-o menos intimidador. 

Lingoverse: solucionando dores, criando o novo

Em 2021, junto com o Lingopass, foram lançados e experimentados plantões de dúvidas, sessões de onboarding coletivo, Lingotalks (encontros com speakers internacionais sobre diversos temas), além de interações 1:1 via chat com os tutores dentro de cada escola. 

Em fevereiro, esses canais e eventos foram unificados dentro do Lingoverse. Este, é o ambiente virtual imersivo do Lingopass, aberto ao longo do dia, e complementado com workshops de produtividade, sessões de coaching, e simulações de situações de comunicação no ambiente de trabalho internacional. 

O processo de aprendizagem precisa ser interativo e demandar que o aluno aplique o conteúdo aprendido para solucionar problemas reais. 

Dessa forma, o project based learning também será implementado. Neste, os estudantes do mundo inteiro poderão contribuir, no idioma escolhido, em projetos que tragam soluções para desafios do cotidiano, seja de sua comunidade ou de sua organização, podendo também co-criar funcionalidades para o Lingopass.

Com base no edutainment – metodologia que objetiva tanto educar quanto divertir -, é possível estabelecer uma experiência de aprendizado mais engajadora e divertida, que faz o aluno aprender sem perceber que está necessariamente estudando. Essa metodologia, baseada no blended learning ou ensino híbrido, já é adotada pelo Lingopass e une diversas atividades e materiais lúdicos.

Todas essas técnicas contribuem para melhorar a curva de aprendizado dos alunos e reduzir o nível de desistência que é tão comum na aprendizagem de línguas. Foi pensando nisso que lançamos, também: 

  • shows de música, em que os alunos aprendem cantando a letra de uma canção ganhando vocabulário e repertório cultural; 
  • ateliês de cozinha, com o propósito de aprender uma receita típica de alguma culinária e depois preparar o prato e saboreá-lo em uma refeição conjunta; 
  • sessões “relax”, com uma música tocando no background com exercícios de yoga e meditação, que ajudem no equilíbrio corpo-mente; 
  • sessões de séries e filmes, em que os alunos assistem a um filme ou a um episódio de série e incorporem os críticos que existem dentro deles; 
  • sessões de esporte, em que compartilhem experiências que viveram como fãs e assistam a um jogo de algum esporte juntos.

Em outras palavras, existe uma enorme gama de atividades criativas que podem e serão propostas, buscando engajar e motivar o aluno, utilizando-se, para tanto, da inovação e da tecnologia. Porém, não serão esquecidos os propósitos maiores que baseiam-se em permitir uma imersão cultural e criar verdadeiras conexões entre as pessoas.

Meet Lingoverse!

por
Lingopass
9.2.2022
Tempo de leitura:

Um fato notório é que a pandemia alterou profundamente nossas vidas, em todas as áreas possíveis. Os impactos foram sentidos por todos os setores do mercado e também provocaram efeitos e mudanças de comportamento nas esferas sociais.

Tendo em vista esse cenário, o Lingopass, está atento às novas tendências e preparado para adaptações que busquem sempre atender os interesses e solucionar as  principais dores dos estudantes. 

Por isso, apresentamos o Lingoverse, um novo universo para o aprendizado de idiomas, que combina a tecnologia com metodologias de ensino. 

Neste artigo você encontrará informações importantes sobre o atual panorama marcado pelos efeitos da pandemia e como as novas funcionalidades do Lingoverse podem ser uma resposta. Desta forma serão abordados temas como:

  • O isolamento e outros efeitos da pandemia;
  • Necessidades de conexão pessoal;
  • O que é Live Study? Conheça esta tendência;
  • Lingoverse, um novo universo de possibilidades.

O isolamento e outros efeitos da pandemia 

A solidão vem atingindo níveis preocupantes. Um relatório da Comunidade Européia, publicado em de junho de 2021, afirma que um de cada quatro cidadãos europeus se sentiu solitário nos primeiros meses do ano, o dobro em relação ao ano de 2016. Dados mais alarmantes ainda, indicam que esse número se multiplicou por quatro entre os jovens. 

Além disso, um estudo publicado no American Journal of Preventive Medicine atesta que as pessoas socialmente isoladas têm maior risco de morte prematura e são mais propensas a sofrer problemas de saúde mental.

Esse último risco parece evidente ao considerarmos que o homem é um ser que necessita criar vínculos e fazer parte de um grupo/comunidade para se reafirmar enquanto sujeito. 

É nesse sentido que um levantamento realizado entre 23 de dezembro de 2020 e 8 de janeiro de 2021 pelo Instituto IPSOS demonstra que 50%, das 1000 pessoas entrevistadas no Brasil, disseram sentir solidão “muitas vezes”, “frequentemente” ou “sempre”. Tal percentual é o maior entre todas as populações ouvidas pela pesquisa – ressalta-se que foram ouvidas 23000 pessoas de 28 países 

Necessidades de conexão pessoal

Durante o isolamento e com a falta de interação social, muitas pessoas buscaram novas formas de se manter ativos e ocupados. Segundo pesquisa do Certificados Cursos Online, a busca por cursos on-line aumentou mais de 300% somente em 2020 e teve seu ápice em maio e junho. 

Com isso, é possível observar que os profissionais buscam, cada vez mais, cursos remotos como uma ferramenta de melhoria no desenvolvimento pessoal e profissional e, para tanto, verifica-se o aumento do uso da tecnologia como meio de aprendizagem.

Sólon Caldas, diretor executivo da ABMES – Associação Brasileira de Mantenedoras do Ensino Superior – declara que a maior mudança se dá com relação à mentalidade de professores, gestores e alunos ao compreender, por meio do ensino remoto, que a tecnologia é uma aliada da educação de qualidade. Um desses exemplos, é a ampliação da busca pelo ensino remoto.

A pesquisa Coronavírus e Educação Superior: O que pensam os alunos – realizada pelo Educa Insights em parceria com a ABMES – aponta que 46% dos estudantes que desejavam iniciar cursos de graduação no primeiro semestre de 2021 buscaram o ensino remoto. Ainda, o número de ingressantes em cursos à distância tem crescido e deve ultrapassar o presencial no próximo ano, conforme os Censos da Educação Superior.

Apesar desse cenário, a necessidade de conexão ainda existe. Dessa forma, surgem iniciativas para proporcionar essa relação, como, por exemplo, o maior uso dos espaços de “coworking”, ou ainda reuniões digitais que permitem a interação, mesmo à distância.

Liliana Arroyo, doutora em sociologia, afirma que a “necessidade de estar em coletividade está na ordem do dia. Com a pandemia, o tecido social ficou bastante afetado, e agora é que está sendo reconstruído”.

Live Study Stream, uma nova tendência

Unindo o melhor que a tecnologia oferece à necessidade de criação de vínculos, surgiu uma nova modalidade de estudos, o study stream, com o propósito de reunir estudantes numa mesma comunidade. 

Tal modalidade adquiriu mais importância graças ao longo período da pandemia em que muitos alunos precisaram estudar por meio de EAD. 

No entanto, o que é o study stream afinal? É um modelo de estudo no qual estudantes se reúnem virtualmente em chamadas de vídeo para que possam acompanhar uns aos outros enquanto estudam, sendo possível até estudar com estudantes de outras partes do mundo. 

Constrói-se, deste modo, uma sensação de estudo em grupo, o que ajuda o aluno a seguir o plano de estudo estabelecido e permanecer produtivo. Verificam-se, ainda, claras vantagens quanto aos benefícios na motivação e na produtividade, auxiliando inclusive a criar e manter o hábito constante de estudar.

Por um lado, existe a denominada psicologia do mimetismo, em que há uma tendência de que a tarefa a ser executada se torne mais fácil pelo fato de estar assistindo alguém que a esteja executando também. Por sua vez, há também o sentimento de prestação de contas, que faz com que o indivíduo se esforce mais ao se sentir observado.

Esse método pode ser realizado por diversas plataformas – Zoom, Discord, Skype, Meet – e até por meio de lives no Youtube ou no Twitch. As chamadas não são feitas para conversas, mas sim para que os estudantes sintam pertencer a um grupo e, graças a essa identificação, sintam mais ânimo para prosseguir os estudos. 

Sendo assim, geralmente as câmeras são ligadas e os participantes podem também trocar dicas, facilitando todo o processo e tornando-o menos intimidador. 

Lingoverse: solucionando dores, criando o novo

Em 2021, junto com o Lingopass, foram lançados e experimentados plantões de dúvidas, sessões de onboarding coletivo, Lingotalks (encontros com speakers internacionais sobre diversos temas), além de interações 1:1 via chat com os tutores dentro de cada escola. 

Em fevereiro, esses canais e eventos foram unificados dentro do Lingoverse. Este, é o ambiente virtual imersivo do Lingopass, aberto ao longo do dia, e complementado com workshops de produtividade, sessões de coaching, e simulações de situações de comunicação no ambiente de trabalho internacional. 

O processo de aprendizagem precisa ser interativo e demandar que o aluno aplique o conteúdo aprendido para solucionar problemas reais. 

Dessa forma, o project based learning também será implementado. Neste, os estudantes do mundo inteiro poderão contribuir, no idioma escolhido, em projetos que tragam soluções para desafios do cotidiano, seja de sua comunidade ou de sua organização, podendo também co-criar funcionalidades para o Lingopass.

Com base no edutainment – metodologia que objetiva tanto educar quanto divertir -, é possível estabelecer uma experiência de aprendizado mais engajadora e divertida, que faz o aluno aprender sem perceber que está necessariamente estudando. Essa metodologia, baseada no blended learning ou ensino híbrido, já é adotada pelo Lingopass e une diversas atividades e materiais lúdicos.

Todas essas técnicas contribuem para melhorar a curva de aprendizado dos alunos e reduzir o nível de desistência que é tão comum na aprendizagem de línguas. Foi pensando nisso que lançamos, também: 

  • shows de música, em que os alunos aprendem cantando a letra de uma canção ganhando vocabulário e repertório cultural; 
  • ateliês de cozinha, com o propósito de aprender uma receita típica de alguma culinária e depois preparar o prato e saboreá-lo em uma refeição conjunta; 
  • sessões “relax”, com uma música tocando no background com exercícios de yoga e meditação, que ajudem no equilíbrio corpo-mente; 
  • sessões de séries e filmes, em que os alunos assistem a um filme ou a um episódio de série e incorporem os críticos que existem dentro deles; 
  • sessões de esporte, em que compartilhem experiências que viveram como fãs e assistam a um jogo de algum esporte juntos.

Em outras palavras, existe uma enorme gama de atividades criativas que podem e serão propostas, buscando engajar e motivar o aluno, utilizando-se, para tanto, da inovação e da tecnologia. Porém, não serão esquecidos os propósitos maiores que baseiam-se em permitir uma imersão cultural e criar verdadeiras conexões entre as pessoas.

Ver também:
9.3.21
Lingotalks #5: línguas estrangeiras são passaporte para a liberdade, humildade e conhecimento
12.4.21
Lingotalks #8: o aprendizado de diversos idiomas para além do escopo do mundo corporativo
14.2.21
Lingotalks #3: o inglês como oportunidade em carreiras de tecnologia
Faça Aulas gratuitas de conversação:
Sou Aluno
Seta apontando para a diagonal alta direita. Representando um link para outra página
lingonews
Receba novidades e conteúdos exclusivos em nossas newsletters.
Obrigado por se cadastrar!
Email inválido. Tente novamente ou use outro email.
Estamos na lista de 100 Startups to Watch, pela Pequenas Empresas e Grandes Negócios
Estamos na lista das 100 Latam EdTech mais promissoras de 2022 e 2023, pela HolonIQ
Acelerado por grandes parceiros:
©Lingopass - todos os direitos reservados. Termo de Uso e Política de Privacidade