por
Lingopass
10.1.2024

Democratizando o acesso a idiomas nas Forças Armadas do Brasil

O Brasil enfrenta um desafio considerável no domínio de línguas estrangeiras, uma realidade que impacta também as Forças Armadas. A adoção de programas de capacitação linguística e intercultural emerge como estratégia eficiente para preencher essa lacuna.

De acordo com seu posicionamento voltado para hiper personalização em escala, o Lingopass criou programas de aprendizado especializados para o setor de Defesa e Segurança, com o objetivo de aprimorar nas Forças Armadas a interoperabilidade, simplificar a manutenção de equipamentos e intensificar a colaboração regional. Vale citar alguns exemplos: 

1. Inglês para operações militares internacionais: trilha focada na terminologia e comunicação específica para missões de paz e cooperação.

2. Espanhol para cooperação regional: destinado a facilitar a comunicação e a colaboração com países vizinhos na América Latina.

3. Francês para tecnologia de defesa: voltado para o domínio técnico necessário para operar e manter equipamentos adquiridos de países francófonos.

Democratizando o acesso a idiomas nas Forças Armadas do Brasil

por
Lingopass
10.1.2024
Tempo de leitura:
3 minutos

O Brasil enfrenta um desafio considerável no domínio de línguas estrangeiras, uma realidade que impacta também as Forças Armadas. A adoção de programas de capacitação linguística e intercultural emerge como estratégia eficiente para preencher essa lacuna.

De acordo com seu posicionamento voltado para hiper personalização em escala, o Lingopass criou programas de aprendizado especializados para o setor de Defesa e Segurança, com o objetivo de aprimorar nas Forças Armadas a interoperabilidade, simplificar a manutenção de equipamentos e intensificar a colaboração regional. Vale citar alguns exemplos: 

1. Inglês para operações militares internacionais: trilha focada na terminologia e comunicação específica para missões de paz e cooperação.

2. Espanhol para cooperação regional: destinado a facilitar a comunicação e a colaboração com países vizinhos na América Latina.

3. Francês para tecnologia de defesa: voltado para o domínio técnico necessário para operar e manter equipamentos adquiridos de países francófonos.

Cada trilha envolve:

  • Terminologia técnica e militar específica, com vocabulário e expressões técnicas específicas das áreas de atuação das Forças Armadas, incluindo termos relacionados à tecnologia de defesa, operações militares, equipamentos e sistemas de armas.
  • Simulação de situações de comunicação em operações multinacionais: considerando a participação do Brasil em missões de paz e operações conjuntas com forças de outros países, o curso prepara os militares para se comunicarem eficazmente em inglês, espanhol e francês em contextos internacionais.
  • Imersão cultural: além do aprendizado do idioma, foram incluídos módulos que preparem os militares para interagir com culturas diferentes, especialmente em regiões fronteiriças onde o Brasil tem interesses estratégicos ou participa de operações conjuntas.
  • Treinamento em tecnologias de defesa, com módulos específicos sobre a utilização de tecnologias de defesa que requerem compreensão de documentação técnica, manuais e comunicação em idiomas estrangeiros.
  • Simulações e exercícios práticos, com simulações de operações militares, exercícios de negociação e estratégia, e uso de equipamentos de defesa em um contexto multilíngue.

Parceira do Exército Brasileiro para capacitação linguística em benefício da Família Militar, fornecedora de programas bem-sucedidos de capacitação em múltiplos idiomas para a Polícia Federal e a Embraer desde 2021, Lingopass visa contribuir para a capacitação tecnológica e industrial das Forças Armadas brasileiras, alinhando-se aos objetivos estratégicos da Política Nacional de Defesa que entende posicionar o Brasil como um player estratégico no cenário de defesa global. Tais iniciativas trazem benefícios significativos para, proporcionando oportunidades de capacitação e desenvolvimento únicos, pois a fluência em línguas estrangeiras é crucial para participação em missões internacionais, absorção de tecnologias de defesa e cooperação com países aliados. 

Ver também:
17.10.23
Política de Offset e capacitação: a inovação estratégica do legislador brasileiro
17.1.24
A Thales no Brasil: 55 anos de história, inovação e parceria
10.1.24
Democratizando o acesso a idiomas nas Forças Armadas do Brasil
Faça Aulas gratuitas de conversação:
Sou Aluno
Seta apontando para a diagonal alta direita. Representando um link para outra página
lingonews
Receba novidades e conteúdos exclusivos em nossas newsletters.
Obrigado por se cadastrar!
Email inválido. Tente novamente ou use outro email.
Estamos na lista de 100 Startups to Watch, pela Pequenas Empresas e Grandes Negócios
Estamos na lista das 100 Latam EdTech mais promissoras de 2022 e 2023, pela HolonIQ
Acelerado por grandes parceiros:
©Lingopass - todos os direitos reservados. Termo de Uso e Política de Privacidade