por
Lingopass
23.1.2024

Forbes Global 2000: Maiores empresas de alimentos e bebidas do mundo

Na 20ª edição da Forbes Global 2000, as principais empresas de alimentos do mundo em 2023 revelam que a crescente inflação impulsionou o crescimento da indústria de alimentos e bebidas globalmente. O total das 10 maiores empresas de alimentos atingiu impressionantes US$ 523 bilhões (equivalente a R$ 2,563 trilhões na cotação atual), gerando um lucro de US$ 47,8 bilhões (ou R$ 234,2 bilhões). Expandindo a lista para as 25 principais empresas do setor, a receita anual atingiu a marca de US$ 1,8 trilhão (R$ 8,9 trilhões), com lucros ultrapassando os US$ 160 bilhões (R$ 788 bilhões).

A líder incontestável do setor é a Nestlé, mantendo o título de maior empresa de alimentos do mundo por mais de uma década. Com sede na Suíça, a Nestlé registrou uma receita de vendas impressionante de US$ 98 bilhões (R$ 482,5 bilhões) nesta edição da lista Forbes Global 2000. Além de seu negócio robusto de água engarrafada, a empresa é proprietária de marcas icônicas como Nespresso e produtos congelados, incluindo Hot Pockets, Stouffer’s e DiGiorno.

Os Estados Unidos são o maior mercado da Nestlé, abrigando 62 fábricas, enquanto no Brasil, presente desde 1875, possui 20 unidades. O lucro líquido global da Nestlé ultrapassou US$ 9,7 bilhões (R$ 48 bilhões) no último ano. Apesar de ter caído para o 50º lugar na lista geral, em comparação com o 46º lugar anterior, a Nestlé mantém sua posição como líder incontestável.

Em 2018, a Anheuser-Busch InBev destronou temporariamente a Nestlé, mas a gigante suíça se recuperou, garantindo o título de maior empresa de alimentos por mais de uma década. Neste ano, a AB InBev conquistou o segundo lugar, com um faturamento de US$ 57 bilhões (R$ 280,6 bilhões), um aumento notável de US$ 3 bilhões em relação ao ano anterior, à medida que bares e clubes se recuperaram dos impactos da pandemia.

Forbes Global 2000: Maiores empresas de alimentos e bebidas do mundo

por
Lingopass
23.1.2024
Tempo de leitura:
5 minutos

Na 20ª edição da Forbes Global 2000, as principais empresas de alimentos do mundo em 2023 revelam que a crescente inflação impulsionou o crescimento da indústria de alimentos e bebidas globalmente. O total das 10 maiores empresas de alimentos atingiu impressionantes US$ 523 bilhões (equivalente a R$ 2,563 trilhões na cotação atual), gerando um lucro de US$ 47,8 bilhões (ou R$ 234,2 bilhões). Expandindo a lista para as 25 principais empresas do setor, a receita anual atingiu a marca de US$ 1,8 trilhão (R$ 8,9 trilhões), com lucros ultrapassando os US$ 160 bilhões (R$ 788 bilhões).

A líder incontestável do setor é a Nestlé, mantendo o título de maior empresa de alimentos do mundo por mais de uma década. Com sede na Suíça, a Nestlé registrou uma receita de vendas impressionante de US$ 98 bilhões (R$ 482,5 bilhões) nesta edição da lista Forbes Global 2000. Além de seu negócio robusto de água engarrafada, a empresa é proprietária de marcas icônicas como Nespresso e produtos congelados, incluindo Hot Pockets, Stouffer’s e DiGiorno.

Os Estados Unidos são o maior mercado da Nestlé, abrigando 62 fábricas, enquanto no Brasil, presente desde 1875, possui 20 unidades. O lucro líquido global da Nestlé ultrapassou US$ 9,7 bilhões (R$ 48 bilhões) no último ano. Apesar de ter caído para o 50º lugar na lista geral, em comparação com o 46º lugar anterior, a Nestlé mantém sua posição como líder incontestável.

Em 2018, a Anheuser-Busch InBev destronou temporariamente a Nestlé, mas a gigante suíça se recuperou, garantindo o título de maior empresa de alimentos por mais de uma década. Neste ano, a AB InBev conquistou o segundo lugar, com um faturamento de US$ 57 bilhões (R$ 280,6 bilhões), um aumento notável de US$ 3 bilhões em relação ao ano anterior, à medida que bares e clubes se recuperaram dos impactos da pandemia.

A PepsiCo, que disputou as posições de segundo e terceiro lugares nos últimos anos, caiu para o terceiro lugar em 2023. Apesar de um aumento impressionante de US$ 8 bilhões na receita, totalizando US$ 88 bilhões (R$ 433 bilhões), a AB InBev, com ativos e lucros superiores, conquistou a posição de destaque neste ano.

Completando a lista das principais empresas de alimentos estão nomes como Danone, General Mills, Mondelez, Tyson Foods, JBS e Kraft-Heinz. Um dos critérios fundamentais na classificação Forbes Global 2000 é o valor de mercado. Coletivamente, as principais empresas de alimentos controlam um mercado de US$ 3,7 trilhões (R$ 18,2 trilhões), um aumento de quase 3% no último ano.

O desempenho excepcional do setor é atribuído à inflação e aos aumentos de preços repassados aos consumidores. A Nestlé se destacou como a melhor performer, enquanto a empresa brasileira Marfrig, proprietária da National Beef, enfrentou desafios devido à diminuição do mercado de carne bovina nos EUA.

Para conferir a matéria da Forbes completa e na íntegra, acesse aqui.

Confira 3 empresas que estão nessa lista do setor alimentos e bebidas!

1. Nestlé

49ª no ranking geral
Receita: US$ 98,87 billion
Lucro: US$ 9,71 billion
Ativos: US$ 146,11 billion
Valor de mercado: US$ 337,66 billion

A Nestlé SA é uma empresa de nutrição, saúde e bem-estar, que se dedica à fabricação, fornecimento e produção de pratos prontos e auxílios culinários, produtos à base de leite, produtos farmacêuticos e produtos oftálmicos, alimentos infantis e cereais. O portfólio de produtos da empresa inclui bebidas em pó e líquidas, água, produtos lácteos e sorvetes, ciência da nutrição e saúde, pratos prontos e auxílios culinários, confeitaria e cuidados com animais de estimação. Ela opera por meio dos seguintes segmentos: Zona EMENA, Zona Américas, Zona Ásia, Oceania e África, Nestlé Waters, Nestlé Nutrition e Outros Negócios. O segmento de Outros Negócios é composto pela Nespresso, Nestlé Health Science e Nestlé Skin Health. A empresa foi fundada por Henri Nestlé em 1866 e tem sede em Vevey, Suíça.

2. Anheuser-Busch InBev 

72ª no ranking geral
Receita: US$ 57,83 billion
Lucro: US$ 6,06 billion
Ativos: US$ 214,82 billion
Valor de mercado: US$ 128,21 billion

A Anheuser-Busch InBev SA/NV atua como uma empresa controladora, que se dedica à fabricação e distribuição de bebidas alcoólicas e não alcoólicas. Ela opera por meio dos seguintes segmentos geográficos: América do Norte, América Latina Oeste, América Latina Norte, América Latina Sul, EMEA (Europa, Oriente Médio e África), Ásia-Pacífico e Exportação Global e Empresas Controladoras. O segmento de Exportação Global e Empresas Controladoras inclui a sede global e os negócios de exportação em outros países. Suas marcas incluem Budweiser, Corona e Stella Artois; marcas multi-país como Beck’s, Castle, Castle Lite, Hoegaarden e Leffe; e campeãs locais, como Aguila, Antarctica, Bud Light, Brahma, Cass, Chernigivske, Cristal, Harbin, Jupiler, Klinskoye, Michelob Ultra, Modelo Especial, Quilmes, Victoria, Sedrin, Sibirskaya Korona e Skol. A empresa foi fundada em 2 de agosto de 1977 e tem sede em Leuven, Bélgica.

3. PepsiCo

82ª no ranking geral
Receita: US$ 88,05 billion
Lucro: US$ 6,58 billion
Ativos: US$ 93,04 billion
Valor de mercado: US$ 267,48 billion

A PepsiCo, Inc. atua na fabricação, marketing, distribuição e venda de bebidas, alimentos e snacks. Tem um portfólio complementar de marcas, incluindo Frito-Lay, Gatorade, Pepsi-Cola, Quaker e Tropicana. Opera por meio de segmentos de negócios como Frito-Lay América do Norte; Quaker Foods América do Norte; Bebidas América do Norte; América Latina; Europa Subsaariana; e Ásia, Oriente Médio e Norte da África. A marca processa cereais, como arroz e massas, com marcas como Lay’s, Kurkure, Chipsy, Doritos, Cheetos e Crunchy, entre outras. Em bebidas, xaropes e produtos finais é dona de marcas como Pepsi, Gatorade, Mountain Dew, Diet Pepsi, Aquafina, Diet Mountain Dew, Tropicana Pure Premium, Sierra Mist e Mug. A empresa foi fundada por Donald M. Kendall, Sr. e Herman W. Lay em 1965 e tem sede em Purchase, NY.

Para conferir a lista completa, acesse aqui.

Como é feito o ranking global 2000

O Global 2000 emprega uma abordagem abrangente, classificando as maiores empresas globais com base em quatro métricas fundamentais, oferecendo uma visão holística do desempenho empresarial:

1. Vendas expressivas:

  •  Avaliação do volume de vendas gerado pela empresa.
  •  Indica a capacidade da empresa em conquistar e manter participação de mercado.

2. Lucros sólidos:

  •  Análise dos ganhos líquidos obtidos pela empresa.
  •  Reflete a eficiência operacional e a rentabilidade das operações.

3. Ativos significativos:

  •  Consideração dos ativos totais detidos pela empresa.
  •  Fornece uma medida da solidez financeira e da extensão dos recursos disponíveis.

4. Valor de mercado:

  •   Avaliação do valor total de mercado da empresa.
  •   Reflete a percepção do mercado sobre o valor e o potencial futuro da empresa.

Em 2023, as empresas listadas totalizam US$ 50,8 trilhões (R$ 250 trilhões) em vendas, US$ 4,4 trilhões (R$ 21,6 trilhões) em lucros, US$ 231 trilhões (R$ 1,137 quatrilhão) em ativos e US$ 74 trilhões (R$ 364,3 trilhões) em valor de mercado.

Embora os lucros, ativos e valor de mercado cumulativos estejam ligeiramente abaixo em relação ao ano anterior, a receita total ultrapassou a marca de US$ 50 trilhões pela primeira vez. A lista conta com empresas de 58 países, liderada pelos Estados Unidos com 611 empresas, seguidos pela China com 346 empresas no Global 2000.

Esses números sugerem que, apesar de desafios e variações anuais, as empresas globais estão contribuindo substancialmente para a economia global, refletindo a dinâmica e a interconectividade dos mercados internacionais. O crescimento da receita total indica uma resiliência geral e uma perspectiva positiva para o futuro do mercado empresarial em escala global.

Ver também:
5.2.24
6 principais tendências e desafios no setor de alimentos e bebidas para ficar atento em 2024
12.2.24
ERP no setor de alimentos e bebidas: O poder da gestão integrada
31.1.24
Clean Label no setor de alimentos e bebidas: O que ela realmente significa para os consumidores?
Faça Aulas gratuitas de conversação:
Sou Aluno
Seta apontando para a diagonal alta direita. Representando um link para outra página
lingonews
Receba novidades e conteúdos exclusivos em nossas newsletters.
Obrigado por se cadastrar!
Email inválido. Tente novamente ou use outro email.
Estamos na lista de 100 Startups to Watch, pela Pequenas Empresas e Grandes Negócios
Estamos na lista das 100 Latam EdTech mais promissoras de 2022 e 2023, pela HolonIQ
Acelerado por grandes parceiros:
©Lingopass - todos os direitos reservados. Termo de Uso e Política de Privacidade