por
Lingopass
10.1.2024

Cooperação internacional na área de Defesa e Segurança

A intensificação da cooperação internacional na área de Defesa e Segurança é crucial no cenário global atual, onde desafios transnacionais como o tráfico de drogas, armas e o terrorismo demandam uma abordagem colaborativa entre nações. O Brasil, devido às suas vastas fronteiras e dimensões continentais, tem buscado fortalecer suas parcerias com agências e países estrangeiros para enfrentar tais ameaças de maneira eficaz: 

  • Parcerias com agências internacionais: o Brasil tem fortalecido parcerias com agências internacionais, como a INTERPOL e a Drug Enforcement Administration (DEA) dos Estados Unidos, para combater o tráfico de drogas e armas. Por exemplo, em 2023, o Brasil e os Estados Unidos realizaram a Operação Orion, uma ação conjunta que resultou na apreensão de toneladas de cocaína e na desarticulação de redes de narcotráfico.
  • Treinamento e intercâmbio de conhecimento: as forças de segurança brasileiras têm participado ativamente de programas de treinamento e intercâmbio de conhecimento com países que possuem experiência no combate ao crime organizado. Por exemplo, recentemente, policiais civis da Divisão de Crimes Cibernéticos (DCCiber), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), de São Paulo, foram treinados pelo Federal Bureau of Investigation (FBI) dos Estados Unidos em técnicas de investigação de crimes cibernéticos para atuar na prevenção de crimes. Do outro lado do oceano, oficiais brasileiros têm participado de programas de intercâmbio e treinamento na França, adquirindo conhecimentos avançados em táticas militares, estratégia e liderança, além de aperfeiçoar suas habilidades linguísticas. Essa troca de conhecimentos e experiências reforça a capacidade de ambas as nações de atuar conjuntamente em missões de paz e em resposta a crises internacionais.
  • Operações multinacionais: o Brasil tem participado de operações multinacionais para desmantelar redes de tráfico de drogas e armas. Em 2024, o Brasil colaborou com países da América Latina e Europa na Operação Impacto, que resultou na apreensão de toneladas de maconha e na prisão de membros de organizações criminosas.

Cooperação internacional na área de Defesa e Segurança

por
Lingopass
10.1.2024
Tempo de leitura:
5 minutos

A intensificação da cooperação internacional na área de Defesa e Segurança é crucial no cenário global atual, onde desafios transnacionais como o tráfico de drogas, armas e o terrorismo demandam uma abordagem colaborativa entre nações. O Brasil, devido às suas vastas fronteiras e dimensões continentais, tem buscado fortalecer suas parcerias com agências e países estrangeiros para enfrentar tais ameaças de maneira eficaz: 

  • Parcerias com agências internacionais: o Brasil tem fortalecido parcerias com agências internacionais, como a INTERPOL e a Drug Enforcement Administration (DEA) dos Estados Unidos, para combater o tráfico de drogas e armas. Por exemplo, em 2023, o Brasil e os Estados Unidos realizaram a Operação Orion, uma ação conjunta que resultou na apreensão de toneladas de cocaína e na desarticulação de redes de narcotráfico.
  • Treinamento e intercâmbio de conhecimento: as forças de segurança brasileiras têm participado ativamente de programas de treinamento e intercâmbio de conhecimento com países que possuem experiência no combate ao crime organizado. Por exemplo, recentemente, policiais civis da Divisão de Crimes Cibernéticos (DCCiber), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), de São Paulo, foram treinados pelo Federal Bureau of Investigation (FBI) dos Estados Unidos em técnicas de investigação de crimes cibernéticos para atuar na prevenção de crimes. Do outro lado do oceano, oficiais brasileiros têm participado de programas de intercâmbio e treinamento na França, adquirindo conhecimentos avançados em táticas militares, estratégia e liderança, além de aperfeiçoar suas habilidades linguísticas. Essa troca de conhecimentos e experiências reforça a capacidade de ambas as nações de atuar conjuntamente em missões de paz e em resposta a crises internacionais.
  • Operações multinacionais: o Brasil tem participado de operações multinacionais para desmantelar redes de tráfico de drogas e armas. Em 2024, o Brasil colaborou com países da América Latina e Europa na Operação Impacto, que resultou na apreensão de toneladas de maconha e na prisão de membros de organizações criminosas.
  • Conferências e fóruns internacionais: o Brasil tem se destacado em conferências e fóruns internacionais, como a Conferência das Nações Unidas sobre Crime Organizado Transnacional, para discutir e desenvolver estratégias conjuntas de combate ao crime organizado. Em 2022, o Brasil sediou o maior encontro das Américas sobre defesa e segurança reunindo Ministros da Defesa ou Segurança das Américas (CMDA) das 34 nações que compõem o fórum para compartilhar experiências e boas práticas no combate ao crime. Nesta ocasião, foram apresentados os resultados das discussões dos Grupos de Trabalho sobre ciberdefesa e ciberespaço; mulher, paz e segurança; cooperação em assistência humanitária e socorro em casos de desastres. Também foram abordados temas, como o fortalecimento da dissuasão integrada (ar, terra, mar, espaço e ciberespaço) e o papel das Forças Armadas frente a fluxos migratórios. 

A intensificação da cooperação internacional na área de Defesa e Segurança é fundamental para enfrentar os desafios complexos e interligados do século XXI. No entanto, ela supõe uma capacidade de comunicação avançada, não só linguística, mas também intercultural para poder influenciar positivamente nas decisões em fóruns regionais e internacionais. Diante desse contexto, um investimento amplo em capacitação em idiomas e competências de liderança e interculturais para as Forças Armadas brasileiras torna-se essencial. 

Ver também:
17.10.23
Política de Offset e capacitação: a inovação estratégica do legislador brasileiro
17.1.24
A Thales no Brasil: 55 anos de história, inovação e parceria
10.1.24
Democratizando o acesso a idiomas nas Forças Armadas do Brasil
Faça Aulas gratuitas de conversação:
Sou Aluno
Seta apontando para a diagonal alta direita. Representando um link para outra página
lingonews
Receba novidades e conteúdos exclusivos em nossas newsletters.
Obrigado por se cadastrar!
Email inválido. Tente novamente ou use outro email.
Estamos na lista de 100 Startups to Watch, pela Pequenas Empresas e Grandes Negócios
Estamos na lista das 100 Latam EdTech mais promissoras de 2022 e 2023, pela HolonIQ
Acelerado por grandes parceiros:
©Lingopass - todos os direitos reservados. Termo de Uso e Política de Privacidade