por
Lingopass
4.11.2022

Como desenvolver uma cultura bilíngue na sua empresa e quais os benefícios

Conheça os benefícios de uma empresa com cultura bilíngue e saiba como desenvolver isso

Quando pensamos no desenvolvimento de empresas, automaticamente vem junto a expansão dela para outros países, fazendo com que a sua atuação seja feita de modo global e diversificada. Fato é que com os adventos da comunicação oriundos da globalização, as distâncias e fronteiras são reduzidas através da tela de um computador ou smartphone. Apesar disso, a barreira que não tem como se romper é a questão do idioma. Desse modo, confira abaixo como desenvolver uma cultura bilíngue na sua empresa e quais são os benefícios dessa prática. 

Afinal, o que é bilinguismo?

Essa ideia expansiva é presente em todas as grandes empresas, já que estão em constante busca de evolução e desenvolvimento empresarial. Com isso, atualmente, os Estados Unidos da América são uma das principais economias mundiais e há também um grande número de países relevantes que adotam o inglês como uma de suas línguas oficiais. Com isso, o mercado internacional é dolarizado, e o inglês é a língua comumente utilizada para os negócios. 

Devido à hegemonia inglesa no Século XIX e a dominância dos Estados Unidos durante os Séculos XX e XXI, grande parte do cenário mundial tinha relação direta com alguns desses países, e suas respectivas “ex-colônias”. Com a quebra das barreiras físicas através do avanço tecnológico, as relações corporativas se estenderam e foi preciso, mais do que nunca, adotar uma língua e uma linguagem que fosse possível se comunicar com todo o mundo. 

Então, surge o conceito de "língua franca”, que nada mais é do que uma adoção de um idioma e uma forma de se comunicar que fosse possível para países com idiomas nativos distintos. Como o esperado, o inglês acabou sendo adotado como essa "língua dos negócios universal” e com isso surge também o conceito de “internacional” ou “global english”. 

O global english é uma nomenclatura ao inglês que é utilizada na realização de negócios exteriores, nos quais se preza por uma linguagem mais eficaz e direta, mas que não possua tanta carga nativa na fala. Ou seja, é um inglês que busca tentar retirar uma carga cultural diversa através da eliminação de gírias ou expressões culturais que conversam apenas com uma determinada região do globo. 

Atualmente, em número de países falantes do inglês, essa língua é a mais falada já que pouco mais de 50 países têm o inglês como um de seus idiomas oficiais. Fato é que em número de falantes nativos, o mandarim é quem ganha, pela gigantesca população chinesa que faz toda a diferença. Apesar disso, o inglês ganha bastante relevância como segunda língua, fazendo com que aproximadamente 1 a cada 6 habitantes da terra possua o inglês como primeira ou segunda língua, o que é fundamental para entender a necessidade de adotar o bilinguismo. 

Diversas pessoas quando entram em uma empresa, possuem em seu currículo diversos conhecimentos linguísticos. Isso tem sido cada vez mais comum a obrigatoriedade da presença de ao menos algum outro idioma, podendo ser o inglês, espanhol, alemão, francês, isso acaba variando de pessoa para pessoa. 

Fato é que quando isso acontece é muito comum que a pessoa seja boa na leitura de textos, compreensão auditiva, boa escrita, mas tenha uma péssima comunicação oral direta. Isso se deve pela ausência de prática ou por muitas vezes timidez e bloqueios que impedem a pessoa de realmente utilizar um vocabulário que ela domina, na hora de se comunicar.

Portanto, o bilinguismo é literalmente a adoção de uma estrutura de comunicação que pode ser realizada em dois idiomas de maneira eficaz e recorrente. Essa cultura de cultura bilíngue empresarial não é válida quando há uma necessidade pontual e os colaboradores “dão um jeito” de se comunicar, mas sim quando essa troca é constante. 

Quais são os benefícios de uma empresa com cultura bilíngue?

Obviamente que de nada adianta quebrar as barreiras físicas e comunicacionais com o desenvolvimento tecnológico, se continuará existindo uma barreira comunicacional cultural e idiomática. Desse modo, uma empresa com cultura bilíngue além de conseguir se comunicar de maneira mais eficaz com diversos públicos, ela consegue também se desenvolver, de forma mais natural e harmoniosa, por todo o globo.

Além disso, a criação cultura bilíngue corporativa estimula além de tudo, a criatividade e a maior interação entre os colaboradores, além de capacitá-los para realização de diversas outras funções posteriores nas quais o inglês, ou qualquer que seja o idioma adotado, não seja mais uma barreira. 

Como desenvolver o bilinguismo na sua empresa?

É fato que quando se pensa em inglês em âmbito corporativo, você encontrará uma disparidade gigantesca de fluência dos colaboradores, alguns terão domínio pleno, enquanto outros não terão domínio algum, ou terão o bloqueio da comunicação oral, como já foi explicado. Desse modo, para desenvolver o bilinguismo na sua empresa você pode adotar diversas políticas de inserção e estímulo ao desenvolvimento comunicacional dos colaboradores.

Dentre as iniciativas estão:

English Day

O english day pode ser adaptado para qualquer idioma que a empresa escolha adotar nessa cultura bilíngue. Essa iniciativa consiste em utilizar um dia da semana para que as pessoas se comuniquem em outro idioma e tenham acesso a pequenos vocabulários empresariais que acabam sendo bastante específicos em outros idiomas. Criando esse momento destinado para a prática idiomática, você consegue estimular ainda mais o desenvolvimento pessoal de cada um dos colaboradores. 

Criação de um espaço corporativo destinado a estudo

Desenvolver ciclos de comunicação interna, bibliotecas com literatura inglesa, e qualquer outro tipo de espaço destinado à aprendizagem e desenvolvimento de um novo idioma, é muito válido.

Investir em programas de capacitação

Investir na capacitação, nesse caso, acaba sendo algo fundamental, já que nem todos os colaboradores possuem o conhecimento de uma língua estrangeira, e por isso também, há uma disparidade considerável no nível idiomático de cada uma das pessoas da equipe. Por isso, investir em programas de ensino e capacitação de idiomas deve ser uma política adotada por todas as empresas que buscam o bilinguismo. 

Pensando no desenvolvimento de uma cultura bilíngue para sua empresa, fica aqui o convite para que você conheça o Lingopass. Uma plataforma de capacitação multi-idioma e multicanal com foco no mercado corporativo e educacional. Disponível todos os dias de semana e 24 horas por dia, a plataforma une o melhor da pedagogia, do coaching e da tecnologia para oferecer diversos caminhos de aprendizagem que acabam se moldando ao tipo de personalidade do aluno, resolvendo o problema do engajamento e conclusão dos cursos, a grande dor do segmento.

Como desenvolver uma cultura bilíngue na sua empresa e quais os benefícios

por
Lingopass
4.11.2022
Tempo de leitura:

Conheça os benefícios de uma empresa com cultura bilíngue e saiba como desenvolver isso

Quando pensamos no desenvolvimento de empresas, automaticamente vem junto a expansão dela para outros países, fazendo com que a sua atuação seja feita de modo global e diversificada. Fato é que com os adventos da comunicação oriundos da globalização, as distâncias e fronteiras são reduzidas através da tela de um computador ou smartphone. Apesar disso, a barreira que não tem como se romper é a questão do idioma. Desse modo, confira abaixo como desenvolver uma cultura bilíngue na sua empresa e quais são os benefícios dessa prática. 

Afinal, o que é bilinguismo?

Essa ideia expansiva é presente em todas as grandes empresas, já que estão em constante busca de evolução e desenvolvimento empresarial. Com isso, atualmente, os Estados Unidos da América são uma das principais economias mundiais e há também um grande número de países relevantes que adotam o inglês como uma de suas línguas oficiais. Com isso, o mercado internacional é dolarizado, e o inglês é a língua comumente utilizada para os negócios. 

Devido à hegemonia inglesa no Século XIX e a dominância dos Estados Unidos durante os Séculos XX e XXI, grande parte do cenário mundial tinha relação direta com alguns desses países, e suas respectivas “ex-colônias”. Com a quebra das barreiras físicas através do avanço tecnológico, as relações corporativas se estenderam e foi preciso, mais do que nunca, adotar uma língua e uma linguagem que fosse possível se comunicar com todo o mundo. 

Então, surge o conceito de "língua franca”, que nada mais é do que uma adoção de um idioma e uma forma de se comunicar que fosse possível para países com idiomas nativos distintos. Como o esperado, o inglês acabou sendo adotado como essa "língua dos negócios universal” e com isso surge também o conceito de “internacional” ou “global english”. 

O global english é uma nomenclatura ao inglês que é utilizada na realização de negócios exteriores, nos quais se preza por uma linguagem mais eficaz e direta, mas que não possua tanta carga nativa na fala. Ou seja, é um inglês que busca tentar retirar uma carga cultural diversa através da eliminação de gírias ou expressões culturais que conversam apenas com uma determinada região do globo. 

Atualmente, em número de países falantes do inglês, essa língua é a mais falada já que pouco mais de 50 países têm o inglês como um de seus idiomas oficiais. Fato é que em número de falantes nativos, o mandarim é quem ganha, pela gigantesca população chinesa que faz toda a diferença. Apesar disso, o inglês ganha bastante relevância como segunda língua, fazendo com que aproximadamente 1 a cada 6 habitantes da terra possua o inglês como primeira ou segunda língua, o que é fundamental para entender a necessidade de adotar o bilinguismo. 

Diversas pessoas quando entram em uma empresa, possuem em seu currículo diversos conhecimentos linguísticos. Isso tem sido cada vez mais comum a obrigatoriedade da presença de ao menos algum outro idioma, podendo ser o inglês, espanhol, alemão, francês, isso acaba variando de pessoa para pessoa. 

Fato é que quando isso acontece é muito comum que a pessoa seja boa na leitura de textos, compreensão auditiva, boa escrita, mas tenha uma péssima comunicação oral direta. Isso se deve pela ausência de prática ou por muitas vezes timidez e bloqueios que impedem a pessoa de realmente utilizar um vocabulário que ela domina, na hora de se comunicar.

Portanto, o bilinguismo é literalmente a adoção de uma estrutura de comunicação que pode ser realizada em dois idiomas de maneira eficaz e recorrente. Essa cultura de cultura bilíngue empresarial não é válida quando há uma necessidade pontual e os colaboradores “dão um jeito” de se comunicar, mas sim quando essa troca é constante. 

Quais são os benefícios de uma empresa com cultura bilíngue?

Obviamente que de nada adianta quebrar as barreiras físicas e comunicacionais com o desenvolvimento tecnológico, se continuará existindo uma barreira comunicacional cultural e idiomática. Desse modo, uma empresa com cultura bilíngue além de conseguir se comunicar de maneira mais eficaz com diversos públicos, ela consegue também se desenvolver, de forma mais natural e harmoniosa, por todo o globo.

Além disso, a criação cultura bilíngue corporativa estimula além de tudo, a criatividade e a maior interação entre os colaboradores, além de capacitá-los para realização de diversas outras funções posteriores nas quais o inglês, ou qualquer que seja o idioma adotado, não seja mais uma barreira. 

Como desenvolver o bilinguismo na sua empresa?

É fato que quando se pensa em inglês em âmbito corporativo, você encontrará uma disparidade gigantesca de fluência dos colaboradores, alguns terão domínio pleno, enquanto outros não terão domínio algum, ou terão o bloqueio da comunicação oral, como já foi explicado. Desse modo, para desenvolver o bilinguismo na sua empresa você pode adotar diversas políticas de inserção e estímulo ao desenvolvimento comunicacional dos colaboradores.

Dentre as iniciativas estão:

English Day

O english day pode ser adaptado para qualquer idioma que a empresa escolha adotar nessa cultura bilíngue. Essa iniciativa consiste em utilizar um dia da semana para que as pessoas se comuniquem em outro idioma e tenham acesso a pequenos vocabulários empresariais que acabam sendo bastante específicos em outros idiomas. Criando esse momento destinado para a prática idiomática, você consegue estimular ainda mais o desenvolvimento pessoal de cada um dos colaboradores. 

Criação de um espaço corporativo destinado a estudo

Desenvolver ciclos de comunicação interna, bibliotecas com literatura inglesa, e qualquer outro tipo de espaço destinado à aprendizagem e desenvolvimento de um novo idioma, é muito válido.

Investir em programas de capacitação

Investir na capacitação, nesse caso, acaba sendo algo fundamental, já que nem todos os colaboradores possuem o conhecimento de uma língua estrangeira, e por isso também, há uma disparidade considerável no nível idiomático de cada uma das pessoas da equipe. Por isso, investir em programas de ensino e capacitação de idiomas deve ser uma política adotada por todas as empresas que buscam o bilinguismo. 

Pensando no desenvolvimento de uma cultura bilíngue para sua empresa, fica aqui o convite para que você conheça o Lingopass. Uma plataforma de capacitação multi-idioma e multicanal com foco no mercado corporativo e educacional. Disponível todos os dias de semana e 24 horas por dia, a plataforma une o melhor da pedagogia, do coaching e da tecnologia para oferecer diversos caminhos de aprendizagem que acabam se moldando ao tipo de personalidade do aluno, resolvendo o problema do engajamento e conclusão dos cursos, a grande dor do segmento.

Ver também:
20.9.23
Curso de Idiomas online: um benefício necessário para suas equipes.
22.9.22
Lingopass está na lista anual de 2022 da HolonIQ
21.8.23
Lingopass + Azul: Parceria que levou 4 gestores de RH para Paris
Faça Aulas gratuitas de conversação:
Sou Aluno
Seta apontando para a diagonal alta direita. Representando um link para outra página
lingonews
Receba novidades e conteúdos exclusivos em nossas newsletters.
Obrigado por se cadastrar!
Email inválido. Tente novamente ou use outro email.
Estamos na lista de 100 Startups to Watch, pela Pequenas Empresas e Grandes Negócios
Estamos na lista das 100 Latam EdTech mais promissoras de 2022 e 2023, pela HolonIQ
Acelerado por grandes parceiros:
©Lingopass - todos os direitos reservados. Termo de Uso e Política de Privacidade