por
Lingopass
28.5.2024

Biogás: a revolução verde da energia limpa

A energia é um dos pilares fundamentais da sociedade moderna, essencial para o desenvolvimento econômico e social. A crescente demanda por energia e a necessidade de mitigar as mudanças climáticas têm impulsionado a busca por fontes renováveis e sustentáveis. No Brasil, essa pauta se tornou central tanto no setor público quanto privado, levando ao desenvolvimento de políticas e regulamentações que promovem o uso de fontes de energia limpa, como o biogás, com potencial enorme, especialmente devido à grande produção de resíduos agrícolas e urbanos. 

Biogás: crescimento global e benefícios

O biogás está ganhando destaque no cenário global como uma solução eficiente e sustentável para a crise energética e as mudanças climáticas. Com o apoio político em alta, a produção de biogás se tornou uma prioridade em muitos países, oferecendo benefícios econômicos e ambientais significativos. 

A produção de biogás começou a crescer nos anos 1990, mas foi nos últimos dois anos que o apoio político se intensificou. A invasão da Ucrânia pela Rússia e a subsequente crise energética destacaram o biogás como uma fonte de energia doméstica que pode reduzir a dependência das importações de gás natural. 

Além disso, com a necessidade urgente de limitar o aumento da temperatura global a 1,5°C, países estão desenvolvendo políticas específicas que incluem o biogás como um componente-chave em suas estratégias de transição energética. Biogás e biometano oferecem benefícios ambientais significativos, como a redução das emissões de CO2 e metano, alinhando-se aos objetivos do Global Methane Pledge.

Alguns casos: China, Índia, Estados Unidos e Europa

Na China, o governo investiu fortemente em digestores domésticos e projetos de biometano em larga escala, utilizando resíduos rurais e urbanos para produzir eletricidade e gás. Desde 2019, a China está direcionando a indústria de biogás para projetos maiores, com investimentos significativos e políticas de apoio robustas. 

Na Índia, o biogás desempenha um papel crucial em áreas rurais para cozinhar e iluminar, com planos de expandir sua participação no setor energético através do programa One Nation One Gas Grid. 

Nos Estados Unidos, o biometano é impulsionado pelo setor de transportes e programas de apoio como o Renewable Fuel Standard e o California’s Low Carbon Fuels Standard, com a produção projetada para dobrar nos próximos três anos.

Na Europa, a indústria de biogás é madura, com crescimento focado no biometano. Países como Alemanha e Dinamarca estão liderando a inclusão do biogás em sistemas de Garantia de Origem, facilitando o comércio internacional e incentivando o investimento.

Biogás: a revolução verde da energia limpa

por
Lingopass
28.5.2024
Tempo de leitura:
5 minutos

A energia é um dos pilares fundamentais da sociedade moderna, essencial para o desenvolvimento econômico e social. A crescente demanda por energia e a necessidade de mitigar as mudanças climáticas têm impulsionado a busca por fontes renováveis e sustentáveis. No Brasil, essa pauta se tornou central tanto no setor público quanto privado, levando ao desenvolvimento de políticas e regulamentações que promovem o uso de fontes de energia limpa, como o biogás, com potencial enorme, especialmente devido à grande produção de resíduos agrícolas e urbanos. 

Biogás: crescimento global e benefícios

O biogás está ganhando destaque no cenário global como uma solução eficiente e sustentável para a crise energética e as mudanças climáticas. Com o apoio político em alta, a produção de biogás se tornou uma prioridade em muitos países, oferecendo benefícios econômicos e ambientais significativos. 

A produção de biogás começou a crescer nos anos 1990, mas foi nos últimos dois anos que o apoio político se intensificou. A invasão da Ucrânia pela Rússia e a subsequente crise energética destacaram o biogás como uma fonte de energia doméstica que pode reduzir a dependência das importações de gás natural. 

Além disso, com a necessidade urgente de limitar o aumento da temperatura global a 1,5°C, países estão desenvolvendo políticas específicas que incluem o biogás como um componente-chave em suas estratégias de transição energética. Biogás e biometano oferecem benefícios ambientais significativos, como a redução das emissões de CO2 e metano, alinhando-se aos objetivos do Global Methane Pledge.

Alguns casos: China, Índia, Estados Unidos e Europa

Na China, o governo investiu fortemente em digestores domésticos e projetos de biometano em larga escala, utilizando resíduos rurais e urbanos para produzir eletricidade e gás. Desde 2019, a China está direcionando a indústria de biogás para projetos maiores, com investimentos significativos e políticas de apoio robustas. 

Na Índia, o biogás desempenha um papel crucial em áreas rurais para cozinhar e iluminar, com planos de expandir sua participação no setor energético através do programa One Nation One Gas Grid. 

Nos Estados Unidos, o biometano é impulsionado pelo setor de transportes e programas de apoio como o Renewable Fuel Standard e o California’s Low Carbon Fuels Standard, com a produção projetada para dobrar nos próximos três anos.

Na Europa, a indústria de biogás é madura, com crescimento focado no biometano. Países como Alemanha e Dinamarca estão liderando a inclusão do biogás em sistemas de Garantia de Origem, facilitando o comércio internacional e incentivando o investimento.

Desafios e perspectivas no Brasil

Em 2023, a Agência Internacional de Energia (IEA) previu que o Brasil se tornará um dos cinco maiores produtores de biometano do mundo até 2026, representando mais de 10% do fornecimento incremental global. Esse crescimento pode ser atribuído à combinação de regulamentações favoráveis e inovações introduzidas por players chave do setor. Vale uma breve retrospectiva: 

1. Na década de 1990, o Brasil começou a explorar o potencial do biogás como uma alternativa sustentável para a produção de energia. Os conceitos principais desta época giravam em torno da gestão de resíduos e da energia renovável. 

  • A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) em 2010 incentivou a utilização de resíduos para a produção de biogás. A Política Nacional sobre Mudança do Clima (PNMC), implementada em 2009, também desempenhou um papel crucial ao promover o uso de fontes renováveis de energia. 
  • Empresas pioneiras como a Orizon Valorização de Resíduos (Orizonvr) começaram a desenvolver projetos de tratamento de resíduos sólidos urbanos para a produção de biogás. A Methanum foi fundamental ao criar projetos de digestão anaeróbica para tratar resíduos agrícolas e industriais, transformando a gestão de resíduos em uma oportunidade de geração de energia. A Veolia Brasil destacou-se no setor de saneamento, utilizando resíduos urbanos para a produção de biogás e biometano.

2. Na última década, o Brasil viu uma expansão significativa na produção de biogás com a introdução de novos conceitos como descarbonização e economia circular. 

  • A implementação do Programa Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio) em 2017 foi um passo crucial, estabelecendo metas de descarbonização e incentivando a produção de biogás e biometano. Resoluções como a ANP nº 8/2015 e nº 685/2017 regulamentaram a especificação e comercialização do biometano, ampliando suas aplicações. O Probiogás, uma parceria entre o Ministério de Minas e Energia (MME) e a GIZ, foi lançado para promover o uso de biogás como fonte de energia renovável

  • Empresas como Bioenergética Vale do Paracatu e Raízen começaram a desenvolver projetos integrados de biogás a partir de resíduos agroindustriais e urbanos. A Adecoagro investiu em plantas de biogás utilizando resíduos da produção de açúcar e álcool para gerar biometano. 

3. Nos últimos anos, o Brasil continuou a fortalecer o setor de biogás com novas políticas e regulamentos, introduzindo conceitos como mobilidade sustentável e combustíveis avançados. 

  • A Lei nº 14.300/2022 (Marco Legal da Geração Distribuída) incentivou a geração distribuída de energia, incluindo o biogás. A criação do Programa Nacional de Combustível Sustentável de Aviação e o Programa Nacional de Diesel Verde, como parte do PL 4516/2023, destacou a importância dos biocombustíveis avançados.

  • Empresas como Geo Biogás & Tech e Ambipar têm implementado projetos inovadores, contribuindo significativamente para o crescimento do setor. 

O biogás representa uma solução viável e sustentável para a crise energética global e as mudanças climáticas, oferecendo benefícios econômicos e ambientais significativos. No entanto, para alcançar o objetivo de Net Zero até 2050, é necessário um esforço global coordenado para superar os desafios de infraestrutura e incentivo econômico. Países como China, Índia, Estados Unidos, Brasil e nações europeias devem continuar a desenvolver políticas de apoio robustas e atrativas para investidores, garantindo que o biogás se torne uma parte essencial da matriz energética global. O Brasil, neste contexto, só tem a ganhar ao investir pesadamente em inovação e qualificação em prol da sustentabilidade.

Ver também:
5.6.24
Biocombustíveis: O futuro da energia renovável nas fazendas
4.6.24
Biogás e Biometano: Oportunidades internacionais para empresas brasileiras
30.5.24
Principais players no mercado brasileiro de biometano na mira do Lingopass
Faça Aulas gratuitas de conversação:
Sou Aluno
Seta apontando para a diagonal alta direita. Representando um link para outra página
lingonews
Receba novidades e conteúdos exclusivos em nossas newsletters.
Obrigado por se cadastrar!
Email inválido. Tente novamente ou use outro email.
Estamos na lista das 100 Latam EdTech mais promissoras de 2022 e 2023, pela HolonIQ
Estamos na lista de 100 Startups to Watch, pela Pequenas Empresas e Grandes Negócios
Acelerado por grandes parceiros:
©Lingopass - todos os direitos reservados. Termo de Uso e Política de Privacidade