por
Lingopass
3.2.2023

A Inteligência Artificial como ferramenta para o empoderamento humano


Entenda como a IA pode ser centrada no ser humano

A inteligência artificial, popularmente conhecida como “IA”, já é uma realidade dentro das interações humanas. Atualmente, por exemplo, é muito difícil conversar com ouvidorias de empresas que não sejam construídas pelas respostas automáticas de IA. 

Em vários casos (inclusive no exemplo citado das respostas automáticas), a IA acaba causando um certo desconforto nas pessoas pela ferramenta não conseguir entender as nuances das necessidades humanas. Isso ocorre principalmente pelo fato de que o uso de IA no Brasil ainda não está centrado no ser humano. 

O conceito de Inteligência Artificial Centrada no Ser Humano

A IA foi inventada para que os seres humanos pudessem ter acesso a soluções rápidas. É exatamente por isso que ela é muito vista dentre os canais de atendimento, determina quais conteúdos são consumidos em redes sociais e canais de notícia e incrementa o funcionamento de vários videogames. 

Em todos os casos em que a IA é bem-sucedida, fica evidente que o seu sucesso deriva de uma repetição de fatores bem determinados. Para o reconhecimento facial, por exemplo, a IA funciona a partir da repetição de características físicas presentes no rosto das pessoas autorizadas. 

Dessa forma, determina-se que a IA faz um ótimo trabalho nas funções repetitivas, nos trabalhos baseados em processos que não se alteram, e nas operações mecanizadas, mas, por um outro lado, ela não costuma saber lidar com as subjetividades humanas. 

Quando há no mercado profissionais humanos que precisam fazer essas funções mecânicas, repetitivas, típicas do funcionamento de uma IA, eles ficam muito cansados e acabam cometendo erros. Nesse cenário, surgem conflitos e os resultados são afetados negativamente. 

É exatamente nesse tipo de situação que entra o auxílio da inteligência artificial centrada no ser humano. Esse é um raciocínio que visa a construção de IAs que solucionem funções mecânicas para que os profissionais possam desempenhar outros papéis de forma mais livre, concentrada e, consequentemente, mais produtivas. 

Como a Inteligência Artificial centrada no ser humano pode ajudar no funcionamento da empresa?

Uma empresa precisa da prática burocrática para funcionar. Uma loja de roupas, por exemplo, precisa cadastrar todas as suas peças no sistema para construir o inventário, que é extremamente importante. Geralmente, quem tem essa função são os vendedores, que também precisam atender, organizar a loja, fechar o caixa e fazer mais outras atividades que os deixam sobrecarregados. 

Ter um IA centrado no ser humano, nesse caso, seria para automatizar esse processo de cadastro de peças no inventário (e executar outras atividades mecânicas) para que os vendedores pudessem ficar livres para suas outras funções e, assim, executá-las da melhor maneira possível. 

Atuação humana além de processos

Ao ouvir o conceito e as aplicações de uma IA centrada no ser humano dentro das empresas, muita gente acha que essa tecnologia iria extinguir empregos, o que não é verdade.

Imagine, novamente, essa loja de roupa. Os vendedores conseguiriam (através de outras práticas organizacionais) atingir um alto nível de atendimento. Isso diferenciaria a loja de suas concorrentes e, como consequência, o número de clientes aumentaria, criando assim a necessidade de contratar novos funcionários. 

Quais São as Vantagens de uma Inteligência Artificial Centrada no Ser Humano?

As vantagens que a IA traz para o dia a dia e o longo prazo de uma empresa são bastante significativas, incluindo uma maior produtividade, expansão das possibilidades, e facilitação do trabalho realizado pelos colaboradores. Veja o por quê disso:

Maior produtividade

O trabalho mecânico feito por mãos humanas está sujeito a erros, que acontecem com frequência. Ter uma IA para desempenhar essas funções diminui a ocorrência de erros, acelera os processos e, assim, possibilita maior produtividade. 

Aumento de possibilidades

Quando os trabalhos mecânicos são resolvidos pela IA, os trabalhadores humanos começam a enxergar outras funções e trabalhos que ficavam "escondidos".

Contribuição com o trabalho humano

A IA não desvaloriza o trabalho humano, muito pelo contrário, possibilita que as capacidades de pessoas possam se desenvolver de uma melhor forma. Isso mostra que um negócio precisa de pessoas para funcionar, e não o contrário.

Quais são os principais desafios da Inteligência Artificial centrada no ser humano?

Embora a inteligência artificial centrada no ser humano tenha muito a oferecer, ela também traz seus desafios. Os principais deles podem ser a dificuldade de adaptação dos colaboradores, limite das funções e o alto valor necessário para investimento na área.

Adaptação

Lidar com tecnologia definitivamente não é algo fácil. Dentro de uma empresa, os funcionários precisam passar por uma fase de adaptação para saber lidar com esses novos sistemas e se acostumar às suas funções mais "humanas". Esse é um desafio, pois durante esse tempo de adaptação, é possível que a receita da empresa se altere.

Limites das funções

O que determina funções mecânicas e funções humanas? O atendimento ao público não seria uma função humana? Se sim, então por que várias empresas colocam a IA para fazer os atendimentos? 

Limitar as nuances dessas funções é algo realmente bastante complicado. Utilizando o exemplo dos atendimentos, geralmente a IA só resolve questões iniciais, o que significa que, quando o problema fica complicado mesmo, são os humanos que resolvem a situação. Dessa forma, o design organizacional precisa estar muito bem definido, e isso é um desafio. 

Investimento na área

IA é algo bastante valioso, e por isso seu custo também é elevado. Empresas que possuem programadores e funcionários específicos para a construção de programas de IA geralmente possuem um capital gigantesco. A compra desses programas também não é muito barata. Sendo assim, para ter acesso a uma IA centrada no ser humano, é preciso haver um bom dinheiro para investir.

Como a Inteligência Artificial centrada no ser humano pode ser implementada?

Através de treinamentos, incentivo ao desenvolvimento de IA, e foco no comportamento organizacional, é possível colocar em prática o uso da inteligência artificial de maneira eficiente. Confira mais sobre cada um desses pontos abaixo:

Treinamentos

A realização de treinamentos é a primeira solução para os desafios, especificamente para a questão de adaptação. Todos os funcionários precisam saber lidar com a IA implementada na empresa e devem ter acesso a capacitações que desenvolvam a habilidade deles de desempenharem as suas "novas" funções.

Incentivo ao desenvolvimento de IA

Pagar por profissionais capacitados e pelos programas já prontos é algo realmente caro, mas treinar os profissionais já contratados pela empresa e investir em jovens talentos (possibilitando o desenvolvimento de suas próprias capacidades) acaba saindo mais em conta, além da fidelização desses colaboradores ser benéfica para a corporação. 

Foco no comportamento organizacional

O comportamento organizacional se refere à forma como os colaboradores se comportam no lugar em que trabalham. Ele deve estar alinhado com os objetivos da empresa. Assim, as funções "humanas" também devem ser desempenhadas de acordo com os interesses do negócio para que o investimento em IA realmente valha a pena. 

Uma das tendências mundiais vigentes entre as empresas é o uso de inteligência artificial centrada no ser humano. Assim, empresas que querem se internacionalizar precisam levar esse fator em consideração. Saiba mais sobre o processo de internacionalização de empresas com o Lingopass, e indique sua empresa clicando aqui

A Inteligência Artificial como ferramenta para o empoderamento humano

por
Lingopass
3.2.2023
Tempo de leitura:


Entenda como a IA pode ser centrada no ser humano

A inteligência artificial, popularmente conhecida como “IA”, já é uma realidade dentro das interações humanas. Atualmente, por exemplo, é muito difícil conversar com ouvidorias de empresas que não sejam construídas pelas respostas automáticas de IA. 

Em vários casos (inclusive no exemplo citado das respostas automáticas), a IA acaba causando um certo desconforto nas pessoas pela ferramenta não conseguir entender as nuances das necessidades humanas. Isso ocorre principalmente pelo fato de que o uso de IA no Brasil ainda não está centrado no ser humano. 

O conceito de Inteligência Artificial Centrada no Ser Humano

A IA foi inventada para que os seres humanos pudessem ter acesso a soluções rápidas. É exatamente por isso que ela é muito vista dentre os canais de atendimento, determina quais conteúdos são consumidos em redes sociais e canais de notícia e incrementa o funcionamento de vários videogames. 

Em todos os casos em que a IA é bem-sucedida, fica evidente que o seu sucesso deriva de uma repetição de fatores bem determinados. Para o reconhecimento facial, por exemplo, a IA funciona a partir da repetição de características físicas presentes no rosto das pessoas autorizadas. 

Dessa forma, determina-se que a IA faz um ótimo trabalho nas funções repetitivas, nos trabalhos baseados em processos que não se alteram, e nas operações mecanizadas, mas, por um outro lado, ela não costuma saber lidar com as subjetividades humanas. 

Quando há no mercado profissionais humanos que precisam fazer essas funções mecânicas, repetitivas, típicas do funcionamento de uma IA, eles ficam muito cansados e acabam cometendo erros. Nesse cenário, surgem conflitos e os resultados são afetados negativamente. 

É exatamente nesse tipo de situação que entra o auxílio da inteligência artificial centrada no ser humano. Esse é um raciocínio que visa a construção de IAs que solucionem funções mecânicas para que os profissionais possam desempenhar outros papéis de forma mais livre, concentrada e, consequentemente, mais produtivas. 

Como a Inteligência Artificial centrada no ser humano pode ajudar no funcionamento da empresa?

Uma empresa precisa da prática burocrática para funcionar. Uma loja de roupas, por exemplo, precisa cadastrar todas as suas peças no sistema para construir o inventário, que é extremamente importante. Geralmente, quem tem essa função são os vendedores, que também precisam atender, organizar a loja, fechar o caixa e fazer mais outras atividades que os deixam sobrecarregados. 

Ter um IA centrado no ser humano, nesse caso, seria para automatizar esse processo de cadastro de peças no inventário (e executar outras atividades mecânicas) para que os vendedores pudessem ficar livres para suas outras funções e, assim, executá-las da melhor maneira possível. 

Atuação humana além de processos

Ao ouvir o conceito e as aplicações de uma IA centrada no ser humano dentro das empresas, muita gente acha que essa tecnologia iria extinguir empregos, o que não é verdade.

Imagine, novamente, essa loja de roupa. Os vendedores conseguiriam (através de outras práticas organizacionais) atingir um alto nível de atendimento. Isso diferenciaria a loja de suas concorrentes e, como consequência, o número de clientes aumentaria, criando assim a necessidade de contratar novos funcionários. 

Quais São as Vantagens de uma Inteligência Artificial Centrada no Ser Humano?

As vantagens que a IA traz para o dia a dia e o longo prazo de uma empresa são bastante significativas, incluindo uma maior produtividade, expansão das possibilidades, e facilitação do trabalho realizado pelos colaboradores. Veja o por quê disso:

Maior produtividade

O trabalho mecânico feito por mãos humanas está sujeito a erros, que acontecem com frequência. Ter uma IA para desempenhar essas funções diminui a ocorrência de erros, acelera os processos e, assim, possibilita maior produtividade. 

Aumento de possibilidades

Quando os trabalhos mecânicos são resolvidos pela IA, os trabalhadores humanos começam a enxergar outras funções e trabalhos que ficavam "escondidos".

Contribuição com o trabalho humano

A IA não desvaloriza o trabalho humano, muito pelo contrário, possibilita que as capacidades de pessoas possam se desenvolver de uma melhor forma. Isso mostra que um negócio precisa de pessoas para funcionar, e não o contrário.

Quais são os principais desafios da Inteligência Artificial centrada no ser humano?

Embora a inteligência artificial centrada no ser humano tenha muito a oferecer, ela também traz seus desafios. Os principais deles podem ser a dificuldade de adaptação dos colaboradores, limite das funções e o alto valor necessário para investimento na área.

Adaptação

Lidar com tecnologia definitivamente não é algo fácil. Dentro de uma empresa, os funcionários precisam passar por uma fase de adaptação para saber lidar com esses novos sistemas e se acostumar às suas funções mais "humanas". Esse é um desafio, pois durante esse tempo de adaptação, é possível que a receita da empresa se altere.

Limites das funções

O que determina funções mecânicas e funções humanas? O atendimento ao público não seria uma função humana? Se sim, então por que várias empresas colocam a IA para fazer os atendimentos? 

Limitar as nuances dessas funções é algo realmente bastante complicado. Utilizando o exemplo dos atendimentos, geralmente a IA só resolve questões iniciais, o que significa que, quando o problema fica complicado mesmo, são os humanos que resolvem a situação. Dessa forma, o design organizacional precisa estar muito bem definido, e isso é um desafio. 

Investimento na área

IA é algo bastante valioso, e por isso seu custo também é elevado. Empresas que possuem programadores e funcionários específicos para a construção de programas de IA geralmente possuem um capital gigantesco. A compra desses programas também não é muito barata. Sendo assim, para ter acesso a uma IA centrada no ser humano, é preciso haver um bom dinheiro para investir.

Como a Inteligência Artificial centrada no ser humano pode ser implementada?

Através de treinamentos, incentivo ao desenvolvimento de IA, e foco no comportamento organizacional, é possível colocar em prática o uso da inteligência artificial de maneira eficiente. Confira mais sobre cada um desses pontos abaixo:

Treinamentos

A realização de treinamentos é a primeira solução para os desafios, especificamente para a questão de adaptação. Todos os funcionários precisam saber lidar com a IA implementada na empresa e devem ter acesso a capacitações que desenvolvam a habilidade deles de desempenharem as suas "novas" funções.

Incentivo ao desenvolvimento de IA

Pagar por profissionais capacitados e pelos programas já prontos é algo realmente caro, mas treinar os profissionais já contratados pela empresa e investir em jovens talentos (possibilitando o desenvolvimento de suas próprias capacidades) acaba saindo mais em conta, além da fidelização desses colaboradores ser benéfica para a corporação. 

Foco no comportamento organizacional

O comportamento organizacional se refere à forma como os colaboradores se comportam no lugar em que trabalham. Ele deve estar alinhado com os objetivos da empresa. Assim, as funções "humanas" também devem ser desempenhadas de acordo com os interesses do negócio para que o investimento em IA realmente valha a pena. 

Uma das tendências mundiais vigentes entre as empresas é o uso de inteligência artificial centrada no ser humano. Assim, empresas que querem se internacionalizar precisam levar esse fator em consideração. Saiba mais sobre o processo de internacionalização de empresas com o Lingopass, e indique sua empresa clicando aqui

Ver também:
14.2.24
Estudo Gartner: Quais são as tendências de RH para 2024?
29.3.24
Conheça os diferentes tipos de Inteligência Artificial (IA) e como podem ser introduzidos aos times e squads?
17.4.24
DroneShow 2024: A maior feira de drones da américa latina chega a São Paulo!
Faça Aulas gratuitas de conversação:
Sou Aluno
Seta apontando para a diagonal alta direita. Representando um link para outra página
lingonews
Receba novidades e conteúdos exclusivos em nossas newsletters.
Obrigado por se cadastrar!
Email inválido. Tente novamente ou use outro email.
Estamos na lista das 100 Latam EdTech mais promissoras de 2022 e 2023, pela HolonIQ
Estamos na lista de 100 Startups to Watch, pela Pequenas Empresas e Grandes Negócios
Acelerado por grandes parceiros:
©Lingopass - todos os direitos reservados. Termo de Uso e Política de Privacidade