por
Lingopass
17.2.2024

O papel vital das empresas de transporte marítimo de contêineres

O mercado de logística no Brasil, especialmente o setor de transporte marítimo, é um pilar vital para a economia, enfrentando desafios e aproveitando oportunidades únicas.

A importância crucial das empresas de navegação no comércio exterior

O transporte marítimo é um dos modais mais utilizados em todo o mundo; cerca de 80% das mercadorias que consumimos são transportadas pelas companhias de navegação. As empresas de navegação são responsáveis pelo transporte marítimo de cargas ao redor do mundo, sendo essenciais para a economia global, gerenciando o transporte marítimo de mercadorias em grande escala. 

Com o avanço do e-commerce e a globalização dos mercados, a demanda por transporte marítimo tem visto um aumento considerável, levando a investimentos significativos em novas embarcações e tecnologias para atender à demanda crescente e permanecer competitivo. 

Além disso, enfrentando a pressão por práticas mais sustentáveis, essas empresas têm adotado estratégias para reduzir a poluição, incluindo o uso de combustíveis menos poluentes, tecnologias eficientes e programas de gestão de resíduos.

Principais empresas de navegação no mundo

De acordo com dados da UNCTAD (Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento), em 2022, o transporte marítimo global movimentou cerca de 11,9 bilhões de toneladas de mercadorias, um aumento de 4,5% em relação a 2020. Além disso, estima-se que o comércio marítimo representa cerca de 80% do comércio global em volume e mais de 70% em valor. Na corrida do transporte de contêineres, as 10 maiores empresas de navegação controlam mais de 80% do mercado, segundo a revista Informativo dos Portos.

De acordo com dados da Alphaliner, que monitora a capacidade das frotas de navios porta-contêineres, as maiores empresas do setor operando no Brasil são as seguintes:

  1. A Mediterranean Shipping Company S.A. (MSC), localizada em Genebra, Suíça, ostenta o título de maior operadora de transporte de contêineres a nível mundial. Iniciada em 1970, conta com um quadro de aproximadamente 150.000 colaboradores e registrou uma receita de 28,2 bilhões de dólares em 2021. Sua imponente frota é composta por 730 navios porta-contêineres, incluindo os quatro maiores do mundo nessa categoria, que têm a capacidade de transportar mais de 19.000 contêineres de vinte pés cada um. A empresa é amplamente reconhecida por sua capacidade de adaptação e extensa presença global, com 675 escritórios distribuídos por 155 países.
  1. A A.P. Moller-Maersk Group, com sua base em Copenhague, na Dinamarca, representa a principal divisão operacional da Maersk Line, reconhecida como a maior empresa de transporte de carga e frete internacional no planeta desde sua fundação em 1904. Com uma rede global que inclui mais de 900 subsidiárias e escritórios espalhados por 130 países, a companhia administra uma frota de 711 navios porta-contêineres. Empregando mais de 100.000 pessoas ao redor do mundo, a Maersk alcançou uma receita de 106 bilhões de dólares no ano de 2021. A empresa é renomada por suas soluções completas em transporte e logística, sobressaindo-se pela sua eficácia e pelo emprego de tecnologias avançadas.
  1. O Grupo CMA CGM, com sua matriz localizada em Marselha, França, se posiciona como a terceira maior corporação do setor de transporte marítimo global. A companhia administra uma frota de 599 navios, que visitam 420 portos em 160 nações, apoiados por 755 escritórios espalhados mundialmente. Desde sua fundação em 1978, emprega cerca de 130.000 funcionários e alcançou uma receita de 55,97 bilhões de dólares em 2021. A sigla CMA CGM traduz-se do francês como "Companhia de Frete Marítimo - Companhia Geral Marítima", e a empresa é celebrada por suas práticas inovadoras e seu firme compromisso com ações sustentáveis.
  1. Hapag-Lloyd, com sua sede em Hamburgo, Alemanha, ocupa a posição de quinta maior companhia de transporte marítimo globalmente. Fundada  em 1847, atualmente emprega aproximadamente 14.500 pessoas e reportou receitas na ordem de 26,36 bilhões de dólares em 2021. Com um enfoque em soluções sob medida e inovadoras, a Hapag-Lloyd se destaca por sua expressiva presença internacional. A companhia gerencia uma frota de 249 navios porta-contêineres de última geração, que atendem 350 portos em 117 nações ao redor do planeta. Além disso, dispõe de mais de 400 escritórios distribuídos por 137 países.
  1. A Kuehne+Nagel, sediada na Suíça, é líder global em logística, operando em mais de 100 países. Desde sua fundação em 1890 em Bremen, Alemanha, por August Kuehne e Friedrich Nagel, transformou-se de uma companhia de envio para um parceiro logístico global, com mais de 78.000 profissionais em aproximadamente 1.400 localidades. A empresa se destaca por soluções especializadas e inovadoras, especialmente para a indústria farmacêutica e de saúde, desenvolvendo sistemas logísticos eficazes para setores regulamentados. 

O papel vital das empresas de transporte marítimo de contêineres

por
Lingopass
17.2.2024
Tempo de leitura:
5 minutos

O mercado de logística no Brasil, especialmente o setor de transporte marítimo, é um pilar vital para a economia, enfrentando desafios e aproveitando oportunidades únicas.

A importância crucial das empresas de navegação no comércio exterior

O transporte marítimo é um dos modais mais utilizados em todo o mundo; cerca de 80% das mercadorias que consumimos são transportadas pelas companhias de navegação. As empresas de navegação são responsáveis pelo transporte marítimo de cargas ao redor do mundo, sendo essenciais para a economia global, gerenciando o transporte marítimo de mercadorias em grande escala. 

Com o avanço do e-commerce e a globalização dos mercados, a demanda por transporte marítimo tem visto um aumento considerável, levando a investimentos significativos em novas embarcações e tecnologias para atender à demanda crescente e permanecer competitivo. 

Além disso, enfrentando a pressão por práticas mais sustentáveis, essas empresas têm adotado estratégias para reduzir a poluição, incluindo o uso de combustíveis menos poluentes, tecnologias eficientes e programas de gestão de resíduos.

Principais empresas de navegação no mundo

De acordo com dados da UNCTAD (Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento), em 2022, o transporte marítimo global movimentou cerca de 11,9 bilhões de toneladas de mercadorias, um aumento de 4,5% em relação a 2020. Além disso, estima-se que o comércio marítimo representa cerca de 80% do comércio global em volume e mais de 70% em valor. Na corrida do transporte de contêineres, as 10 maiores empresas de navegação controlam mais de 80% do mercado, segundo a revista Informativo dos Portos.

De acordo com dados da Alphaliner, que monitora a capacidade das frotas de navios porta-contêineres, as maiores empresas do setor operando no Brasil são as seguintes:

  1. A Mediterranean Shipping Company S.A. (MSC), localizada em Genebra, Suíça, ostenta o título de maior operadora de transporte de contêineres a nível mundial. Iniciada em 1970, conta com um quadro de aproximadamente 150.000 colaboradores e registrou uma receita de 28,2 bilhões de dólares em 2021. Sua imponente frota é composta por 730 navios porta-contêineres, incluindo os quatro maiores do mundo nessa categoria, que têm a capacidade de transportar mais de 19.000 contêineres de vinte pés cada um. A empresa é amplamente reconhecida por sua capacidade de adaptação e extensa presença global, com 675 escritórios distribuídos por 155 países.
  1. A A.P. Moller-Maersk Group, com sua base em Copenhague, na Dinamarca, representa a principal divisão operacional da Maersk Line, reconhecida como a maior empresa de transporte de carga e frete internacional no planeta desde sua fundação em 1904. Com uma rede global que inclui mais de 900 subsidiárias e escritórios espalhados por 130 países, a companhia administra uma frota de 711 navios porta-contêineres. Empregando mais de 100.000 pessoas ao redor do mundo, a Maersk alcançou uma receita de 106 bilhões de dólares no ano de 2021. A empresa é renomada por suas soluções completas em transporte e logística, sobressaindo-se pela sua eficácia e pelo emprego de tecnologias avançadas.
  1. O Grupo CMA CGM, com sua matriz localizada em Marselha, França, se posiciona como a terceira maior corporação do setor de transporte marítimo global. A companhia administra uma frota de 599 navios, que visitam 420 portos em 160 nações, apoiados por 755 escritórios espalhados mundialmente. Desde sua fundação em 1978, emprega cerca de 130.000 funcionários e alcançou uma receita de 55,97 bilhões de dólares em 2021. A sigla CMA CGM traduz-se do francês como "Companhia de Frete Marítimo - Companhia Geral Marítima", e a empresa é celebrada por suas práticas inovadoras e seu firme compromisso com ações sustentáveis.
  1. Hapag-Lloyd, com sua sede em Hamburgo, Alemanha, ocupa a posição de quinta maior companhia de transporte marítimo globalmente. Fundada  em 1847, atualmente emprega aproximadamente 14.500 pessoas e reportou receitas na ordem de 26,36 bilhões de dólares em 2021. Com um enfoque em soluções sob medida e inovadoras, a Hapag-Lloyd se destaca por sua expressiva presença internacional. A companhia gerencia uma frota de 249 navios porta-contêineres de última geração, que atendem 350 portos em 117 nações ao redor do planeta. Além disso, dispõe de mais de 400 escritórios distribuídos por 137 países.
  1. A Kuehne+Nagel, sediada na Suíça, é líder global em logística, operando em mais de 100 países. Desde sua fundação em 1890 em Bremen, Alemanha, por August Kuehne e Friedrich Nagel, transformou-se de uma companhia de envio para um parceiro logístico global, com mais de 78.000 profissionais em aproximadamente 1.400 localidades. A empresa se destaca por soluções especializadas e inovadoras, especialmente para a indústria farmacêutica e de saúde, desenvolvendo sistemas logísticos eficazes para setores regulamentados. 

Desafios e perspectivas futuras do mercado de shipping

O mercado de transporte marítimo está intrinsecamente ligado ao comércio global, desempenhando um papel fundamental no transporte de mercadorias em grandes volumes através dos oceanos.

A indústria de navegação enfrenta desafios significativos, como a escassez de contêineres e as interrupções causadas pela pandemia de COVID-19. Recentemente, tem-se observado um notável aumento na demanda por serviços de transporte marítimo, impulsionado pelo crescimento do comércio eletrônico e pela expansão da globalização comercial .Esse crescimento tem instigado as empresas de transporte marítimo a investir em novas embarcações e tecnologias, visando atender às demandas dos clientes e manter sua competitividade no mercado.

Além disso, o transporte marítimo enfrenta desafios significativos relacionados à sua pegada ambiental. A indústria é reconhecida como uma das principais fontes de poluição global, devido às emissões de gases de efeito estufa e outros poluentes pelos navios. Consequentemente, as empresas de transporte marítimo estão sob pressão para adotar medidas que reduzam suas emissões e contribuam para a preservação do meio ambiente. Para abordar essas preocupações ambientais, as empresas têm implementado uma série de iniciativas. Isso inclui a transição para combustíveis mais limpos, a adoção de tecnologias mais eficientes e a introdução de programas de reciclagem de resíduos. Além disso, há um crescente investimento em inovações sustentáveis. 

Por exemplo, a Maersk anunciou seu compromisso de se tornar neutra em emissões de carbono até 2050, enquanto a CMA CGM está desenvolvendo navios movidos a gás natural liquefeito. No contexto brasileiro, a Kuehne+Nagel se destaca como um exemplo de empresa comprometida com a sustentabilidade e a inovação. A empresa foi selecionada pela Shell plc para gerenciar a logística de um projeto de biocombustíveis na Holanda. Além disso, expandiu suas operações no Brasil com a construção de um grande centro de distribuição, especialmente voltado para atender às demandas do mercado de comércio eletrônico. Essas iniciativas refletem uma tendência crescente no setor de transporte marítimo em direção à sustentabilidade e eficiência operacional.

O mercado de transporte marítimo enfrenta não apenas desafios operacionais e ambientais, mas também desafios relacionados ao domínio de idiomas por parte dos executivos brasileiros.

Com o crescimento do comércio internacional e a globalização dos negócios, é essencial que os executivos brasileiros do setor de transporte marítimo tenham fluência em idiomas estrangeiros, especialmente o inglês. Muitas negociações, acordos e comunicações comerciais são conduzidas em inglês, e a falta de proficiência nesse idioma pode ser uma barreira significativa para o sucesso nos negócios internacionais.

Além do inglês, outros idiomas também podem ser importantes dependendo das regiões de atuação das empresas de navegação. Por exemplo, o espanhol pode ser crucial para lidar com clientes e parceiros na América Latina, enquanto o mandarim pode ser vantajoso para negociações com empresas da China, um importante parceiro comercial.

Reconhecendo a importância de superar barreiras linguísticas no setor marítimo, o Lingopass expandiu seu portfólio de idiomas para incluir o Mandarim, além do Inglês, Espanhol e Francês, oferecendo uma solução abrangente para os desafios de comunicação. Além disso, criamos cursos técnicos específicos voltados para profissionais do setor marítimo, com o objetivo de aprimorar tanto as habilidades linguísticas quanto o conhecimento técnico especializado. Entre os cursos oferecidos, destacam-se o "Port Logistics and Shipping Learning Path", "Maritime Supply Chain Management Learning Path", e trilhas de capacitação para líderes do setor de logística com atuação internacional. Estes cursos são projetados para atender às demandas específicas do setor e promover um desenvolvimento profissional integral, garantindo que os profissionais estejam bem equipados para navegar nos desafios do setor marítimo globalizado.

O setor de transporte marítimo, tanto no âmbito nacional quanto internacional, encara desafios como a necessidade de mais investimentos em infraestrutura portuária e inovações tecnológicas para otimização logística. No entanto, as perspectivas são otimistas, com um potencial de crescimento e inovação significativos, impulsionados pela demanda crescente por transporte eficiente de cargas e pela expansão do e-commerce. A adoção de tecnologias sustentáveis e a digitalização abrem novas oportunidades para o setor, prometendo um futuro de crescimento contínuo e inovação.

Ver também:
3.4.24
Políticas de redução de emissão de CO2 vão impactar o mercado de transportes. Entenda!
9.1.24
Forbes World's Billionaire List: Confira os 15 executivos mais influentes do mundo!
30.10.23
Tendências digitais na cadeia de suprimentos para 2024: Rumo à eficiência e resiliência!
Faça Aulas gratuitas de conversação:
Sou Aluno
Seta apontando para a diagonal alta direita. Representando um link para outra página
lingonews
Receba novidades e conteúdos exclusivos em nossas newsletters.
Obrigado por se cadastrar!
Email inválido. Tente novamente ou use outro email.
Estamos na lista de 100 Startups to Watch, pela Pequenas Empresas e Grandes Negócios
Estamos na lista das 100 Latam EdTech mais promissoras de 2022 e 2023, pela HolonIQ
Acelerado por grandes parceiros:
©Lingopass - todos os direitos reservados. Termo de Uso e Política de Privacidade