por
Lingopass
22.3.2023

Gestão ágil: o que é e qual a importância de aplicar com os colaboradores

Metodologia de Gestão Ágil: Confira o que é e como aplicar

A gestão ágil surgiu como uma alternativa aos métodos de gerenciamento tradicionais nas indústrias de software e, atualmente, pode ser utilizada em vários setores. Essa abordagem foi desenvolvida para atender à demanda de organização em projetos, proporcionando uma comunicação clara e aberta entre os membros da equipe. Além disso, oferece maior flexibilidade para mudanças e entregas contínuas, o que resulta em uma experiência satisfatória para o cliente.

Por isso, iremos te mostrar como funciona a Gestão Ágil e como você poderá aplicá-la. Vamos conferir o texto para saber mais!

O que é Gestão Ágil?

Com base no Manifesto Ágil formulado em 2001, como alternativa aos procedimentos tradicionais de desenvolvimento de software e TI, o Agile Management integra os quatro princípios do desenvolvimento Ágil, enfatizando as relações interpessoais, o desempenho do projeto, a colaboração com os clientes e a capacidade de adaptação à mudança. Esses valores estabelecem o modelo comportamental de uma empresa, independentemente do setor de atuação, ao lidar com clientes, colaboradores e fornecedores.

Em resumo, a gestão ágil é caracterizada pela fragmentação do backlog de tarefas em partes menores, para facilitar o gerenciamento de projetos e garantir a qualidade, permitindo entregas contínuas e flexibilidade para a aplicação de mudanças. Além dos quatro valores citados, há mais doze preceitos que ressaltam a clareza dos objetivos de uma administração ágil e fortalecem a ênfase no cliente.

Quais são as metodologias Ágeis?

A principal característica das metodologias ágeis é a fragmentação dos processos em tarefas de curta duração, executadas por equipes que trabalham em paralelo para convergir e concluir cada fase do processo. 

Ao utilizar frameworks ágeis, a qualidade das entregas aumenta, o que não só impulsiona o potencial da empresa, mas também inspira confiança dos clientes na organização.

Agora, você está preparado para conhecer os métodos ágeis mais populares? Confira abaixo:

Scrum

De acordo com o 15º Relatório Anual do Estado do Agile, a metodologia Scrum é adotada por 66% das empresas que implementaram a gestão ágil em suas atividades. Essa metodologia é marcada pela divisão do projeto em etapas, chamadas sprints, com duração média de 2 a 4 semanas. Cada sprint é um ciclo em que uma entrega deve ser feita no final.

O diferencial desse modelo é a comunicação frequente entre o Dono do Produto (PO), o Scrum Master, responsável pelo gerenciamento das tarefas, e a equipe de desenvolvedores. Essa interação contínua permite uma sinergia entre os participantes e a rápida capacidade de resposta para implementar mudanças quando necessário.

A popularidade do Scrum deve-se à sua incorporação em softwares de gestão, como o Runrun.it, que permite o uso do framework desde a configuração da conta, tornando-o mais acessível para empresas de diversos setores.

Extreme Programming

O método XP, ou Extreme Programming, foi criado nos anos 90 com foco nas práticas de engenharia e desenvolvimento de software, buscando aprimorar a qualidade e a rapidez nas respostas às solicitações dos clientes. Os princípios incluídos no manifesto incluem simplicidade, feedback contínuo do cliente, por meio de avaliações e recomendações de produtos, e a capacidade de fazer alterações frequentes em um produto antes que ele atinja seu estágio final.

Esse framework é especialmente adequado para situações em que o cliente não tem clareza sobre suas necessidades, além de oferecer maior flexibilidade na modificação do produto,  alcançada com a ajuda constante de profissionais, permitindo ajustes constantes para atender às necessidades do cliente.

Kanban

O kanban, originado pela Toyota na década de 1960, é um componente-chave da metodologia Just In Time (JIT) e se baseia na ideia de que deve ser feito apenas o necessário para manter o processo em movimento. 

O kanban é visual e intuitivo, utiliza cartões ou post-its para representar tarefas e indicar o status atual. Além disso, ele é composto por quadros separados, incluindo backlog, em andamento e entregues. O Runrun.it oferece recursos personalizáveis ​​de kanban para facilitar o acompanhamento do progresso das tarefas por setor ou projeto.

Featuring Driver Development

A metodologia ágil conhecida como Desenvolvimento guiado por funcionalidade (FDD), foi criada por Jeff De Luca em Singapura, entre 1997 e 1999. Nesta abordagem, as atividades são divididas em pequenas funções para distribuir o trabalho. 

O FDD é baseado em 5 princípios fundamentais: Construir Modelo Amplo, Construir Lista de Recursos, Planejar por Recurso, Projeto Detalhado por Recurso e Construir por Recurso.

Uma das principais vantagens desse método é que cada funcionalidade é uma unidade mínima do projeto, tornando cada tarefa, descrição, teste e alteração mais simples e eficiente. Isso permite uma maior agilidade no processo e reduz o tempo e recursos humanos necessários para a execução das tarefas.

Design Sprint  

Uma das metodologias mais novas é o formato Design Sprint, proposto pelo designer e professor Jake Knapp, enquanto ele trabalhava na Google. Em essência, essa abordagem combina o formato de sprints curtas com a proposição de ideias, permitindo que o tempo entre a concepção e a implementação seja reduzido. E

Esse método é usado principalmente nas áreas de design e marketing e oferece às equipes a oportunidade de co-criar de forma inteligente e eficaz, trazendo mais agilidade aos processos.

Quais são os benefícios de uma Gestão Ágil?

O Manifesto Ágil estabeleceu os fundamentos da gestão ágil e seus benefícios são facilmente percebidos quando implementados na rotina de trabalho. A agilidade é um dos principais ganhos, uma vez que os processos burocráticos são eliminados e a responsabilidade é distribuída entre as equipes, permitindo que elas trabalhem simultaneamente e de forma autônoma.

Além disso, a gestão ágil incentiva a criatividade e a busca por soluções mais adequadas aos desafios, evitando retrabalho e interrupções no processo. A transparência na comunicação entre departamentos e o cliente também é valorizada, permitindo que cada colaborador entenda claramente seu papel nas atividades. 

As reuniões são uma oportunidade para a troca de ideias e testes, o que estimula a busca por diferentes soluções para um mesmo problema e contribui para o desenvolvimento de novos produtos e serviços. E, nesse processo colaborativo, o cliente é incluído na engrenagem, participando ativamente da criação do projeto e contribuindo com ideias em cada entrega, o que garante um resultado final mais satisfatório.

Como aplicar a Gestão Ágil?

Após ter adquirido conhecimentos acerca das metodologias ágeis, é possível que você esteja disposto a aplicá-las na sua empresa, certo? Diante disso, apresentaremos algumas sugestões:

Faça testes com equipes menores

Para isso, é preciso implementar novas práticas e ferramentas em equipes menores ou serviços iniciais para obter feedback e aprendizados,  que podem ser aplicados posteriormente na empresa. 

Ao selecionar equipes para adotar a gestão ágil, o risco de não adaptação pode ser reduzido, considerando que, possivelmente, seja preciso mudanças na gestão organizacional e na cultura da força de trabalho. Além disso, eventuais erros causados ​​pela nova prática não afetarão os processos de toda a empresa, mas apenas de equipes selecionadas.

Para iniciar com os testes, os líderes de gestão podem começar com medidas experimentais, como sugerir reuniões diárias, gerenciar ativamente as tarefas do projeto, recomendar livros sobre Kanban, etc. Após alguns dias de implementação experimental e coleta de feedback da ação, é crucial analisar se essa experiência foi satisfatória e se a empresa deve iniciar o gerenciamento ágil definitivamente.

Avalie a experiência

É fundamental registrar todo o processo de adaptação e teste para garantir melhorias futuras na gestão ágil. 

Caso a experiência não gere o resultado esperado, é importante buscar outra amostra para experimentação. Por outro lado, se foi uma experiência positiva, mas poderia ter sido melhor, é preciso otimizá-la para maximizar os benefícios. 

E se a experiência obteve sucesso, basta apenas incorporá-la definitivamente ao modelo de gestão da empresa.

Conte com o auxílio de uma empresa parceira

A introdução dos princípios de gestão ágil pode ser um processo desafiador no início, pois exige uma mudança na cultura organizacional da empresa, que pode não ser facilmente adotada pelos funcionários.

Portanto, é crucial testar métodos ágeis em uma equipe menor e definir metas e expectativas alinhadas aos objetivos da empresa. Nessa fase inicial, os líderes têm papel fundamental no engajamento e no apoio das equipes, para orientar as mudanças de mentalidade organizacional e adotar novas dinâmicas de trabalho.

Agora que você sabe o que é gestão ágil, conheça o Lingopass, uma plataforma de treinamento multicanal e multilíngue com foco no mercado corporativo e educacional. A plataforma está disponível 24 horas por dia, todos os dias da semana e combina pedagogia, coaching e tecnologia para oferecer diversas formas de aprendizado que se adaptam à personalidade do aluno, solucionando problemas de engajamento e conclusão de cursos. Para obter mais informações, clique aqui.

Gestão ágil: o que é e qual a importância de aplicar com os colaboradores

por
Lingopass
22.3.2023
Tempo de leitura:

Metodologia de Gestão Ágil: Confira o que é e como aplicar

A gestão ágil surgiu como uma alternativa aos métodos de gerenciamento tradicionais nas indústrias de software e, atualmente, pode ser utilizada em vários setores. Essa abordagem foi desenvolvida para atender à demanda de organização em projetos, proporcionando uma comunicação clara e aberta entre os membros da equipe. Além disso, oferece maior flexibilidade para mudanças e entregas contínuas, o que resulta em uma experiência satisfatória para o cliente.

Por isso, iremos te mostrar como funciona a Gestão Ágil e como você poderá aplicá-la. Vamos conferir o texto para saber mais!

O que é Gestão Ágil?

Com base no Manifesto Ágil formulado em 2001, como alternativa aos procedimentos tradicionais de desenvolvimento de software e TI, o Agile Management integra os quatro princípios do desenvolvimento Ágil, enfatizando as relações interpessoais, o desempenho do projeto, a colaboração com os clientes e a capacidade de adaptação à mudança. Esses valores estabelecem o modelo comportamental de uma empresa, independentemente do setor de atuação, ao lidar com clientes, colaboradores e fornecedores.

Em resumo, a gestão ágil é caracterizada pela fragmentação do backlog de tarefas em partes menores, para facilitar o gerenciamento de projetos e garantir a qualidade, permitindo entregas contínuas e flexibilidade para a aplicação de mudanças. Além dos quatro valores citados, há mais doze preceitos que ressaltam a clareza dos objetivos de uma administração ágil e fortalecem a ênfase no cliente.

Quais são as metodologias Ágeis?

A principal característica das metodologias ágeis é a fragmentação dos processos em tarefas de curta duração, executadas por equipes que trabalham em paralelo para convergir e concluir cada fase do processo. 

Ao utilizar frameworks ágeis, a qualidade das entregas aumenta, o que não só impulsiona o potencial da empresa, mas também inspira confiança dos clientes na organização.

Agora, você está preparado para conhecer os métodos ágeis mais populares? Confira abaixo:

Scrum

De acordo com o 15º Relatório Anual do Estado do Agile, a metodologia Scrum é adotada por 66% das empresas que implementaram a gestão ágil em suas atividades. Essa metodologia é marcada pela divisão do projeto em etapas, chamadas sprints, com duração média de 2 a 4 semanas. Cada sprint é um ciclo em que uma entrega deve ser feita no final.

O diferencial desse modelo é a comunicação frequente entre o Dono do Produto (PO), o Scrum Master, responsável pelo gerenciamento das tarefas, e a equipe de desenvolvedores. Essa interação contínua permite uma sinergia entre os participantes e a rápida capacidade de resposta para implementar mudanças quando necessário.

A popularidade do Scrum deve-se à sua incorporação em softwares de gestão, como o Runrun.it, que permite o uso do framework desde a configuração da conta, tornando-o mais acessível para empresas de diversos setores.

Extreme Programming

O método XP, ou Extreme Programming, foi criado nos anos 90 com foco nas práticas de engenharia e desenvolvimento de software, buscando aprimorar a qualidade e a rapidez nas respostas às solicitações dos clientes. Os princípios incluídos no manifesto incluem simplicidade, feedback contínuo do cliente, por meio de avaliações e recomendações de produtos, e a capacidade de fazer alterações frequentes em um produto antes que ele atinja seu estágio final.

Esse framework é especialmente adequado para situações em que o cliente não tem clareza sobre suas necessidades, além de oferecer maior flexibilidade na modificação do produto,  alcançada com a ajuda constante de profissionais, permitindo ajustes constantes para atender às necessidades do cliente.

Kanban

O kanban, originado pela Toyota na década de 1960, é um componente-chave da metodologia Just In Time (JIT) e se baseia na ideia de que deve ser feito apenas o necessário para manter o processo em movimento. 

O kanban é visual e intuitivo, utiliza cartões ou post-its para representar tarefas e indicar o status atual. Além disso, ele é composto por quadros separados, incluindo backlog, em andamento e entregues. O Runrun.it oferece recursos personalizáveis ​​de kanban para facilitar o acompanhamento do progresso das tarefas por setor ou projeto.

Featuring Driver Development

A metodologia ágil conhecida como Desenvolvimento guiado por funcionalidade (FDD), foi criada por Jeff De Luca em Singapura, entre 1997 e 1999. Nesta abordagem, as atividades são divididas em pequenas funções para distribuir o trabalho. 

O FDD é baseado em 5 princípios fundamentais: Construir Modelo Amplo, Construir Lista de Recursos, Planejar por Recurso, Projeto Detalhado por Recurso e Construir por Recurso.

Uma das principais vantagens desse método é que cada funcionalidade é uma unidade mínima do projeto, tornando cada tarefa, descrição, teste e alteração mais simples e eficiente. Isso permite uma maior agilidade no processo e reduz o tempo e recursos humanos necessários para a execução das tarefas.

Design Sprint  

Uma das metodologias mais novas é o formato Design Sprint, proposto pelo designer e professor Jake Knapp, enquanto ele trabalhava na Google. Em essência, essa abordagem combina o formato de sprints curtas com a proposição de ideias, permitindo que o tempo entre a concepção e a implementação seja reduzido. E

Esse método é usado principalmente nas áreas de design e marketing e oferece às equipes a oportunidade de co-criar de forma inteligente e eficaz, trazendo mais agilidade aos processos.

Quais são os benefícios de uma Gestão Ágil?

O Manifesto Ágil estabeleceu os fundamentos da gestão ágil e seus benefícios são facilmente percebidos quando implementados na rotina de trabalho. A agilidade é um dos principais ganhos, uma vez que os processos burocráticos são eliminados e a responsabilidade é distribuída entre as equipes, permitindo que elas trabalhem simultaneamente e de forma autônoma.

Além disso, a gestão ágil incentiva a criatividade e a busca por soluções mais adequadas aos desafios, evitando retrabalho e interrupções no processo. A transparência na comunicação entre departamentos e o cliente também é valorizada, permitindo que cada colaborador entenda claramente seu papel nas atividades. 

As reuniões são uma oportunidade para a troca de ideias e testes, o que estimula a busca por diferentes soluções para um mesmo problema e contribui para o desenvolvimento de novos produtos e serviços. E, nesse processo colaborativo, o cliente é incluído na engrenagem, participando ativamente da criação do projeto e contribuindo com ideias em cada entrega, o que garante um resultado final mais satisfatório.

Como aplicar a Gestão Ágil?

Após ter adquirido conhecimentos acerca das metodologias ágeis, é possível que você esteja disposto a aplicá-las na sua empresa, certo? Diante disso, apresentaremos algumas sugestões:

Faça testes com equipes menores

Para isso, é preciso implementar novas práticas e ferramentas em equipes menores ou serviços iniciais para obter feedback e aprendizados,  que podem ser aplicados posteriormente na empresa. 

Ao selecionar equipes para adotar a gestão ágil, o risco de não adaptação pode ser reduzido, considerando que, possivelmente, seja preciso mudanças na gestão organizacional e na cultura da força de trabalho. Além disso, eventuais erros causados ​​pela nova prática não afetarão os processos de toda a empresa, mas apenas de equipes selecionadas.

Para iniciar com os testes, os líderes de gestão podem começar com medidas experimentais, como sugerir reuniões diárias, gerenciar ativamente as tarefas do projeto, recomendar livros sobre Kanban, etc. Após alguns dias de implementação experimental e coleta de feedback da ação, é crucial analisar se essa experiência foi satisfatória e se a empresa deve iniciar o gerenciamento ágil definitivamente.

Avalie a experiência

É fundamental registrar todo o processo de adaptação e teste para garantir melhorias futuras na gestão ágil. 

Caso a experiência não gere o resultado esperado, é importante buscar outra amostra para experimentação. Por outro lado, se foi uma experiência positiva, mas poderia ter sido melhor, é preciso otimizá-la para maximizar os benefícios. 

E se a experiência obteve sucesso, basta apenas incorporá-la definitivamente ao modelo de gestão da empresa.

Conte com o auxílio de uma empresa parceira

A introdução dos princípios de gestão ágil pode ser um processo desafiador no início, pois exige uma mudança na cultura organizacional da empresa, que pode não ser facilmente adotada pelos funcionários.

Portanto, é crucial testar métodos ágeis em uma equipe menor e definir metas e expectativas alinhadas aos objetivos da empresa. Nessa fase inicial, os líderes têm papel fundamental no engajamento e no apoio das equipes, para orientar as mudanças de mentalidade organizacional e adotar novas dinâmicas de trabalho.

Agora que você sabe o que é gestão ágil, conheça o Lingopass, uma plataforma de treinamento multicanal e multilíngue com foco no mercado corporativo e educacional. A plataforma está disponível 24 horas por dia, todos os dias da semana e combina pedagogia, coaching e tecnologia para oferecer diversas formas de aprendizado que se adaptam à personalidade do aluno, solucionando problemas de engajamento e conclusão de cursos. Para obter mais informações, clique aqui.

Ver também:
20.11.23
Cursos de Idiomas: Entenda Como Mudam Vidas por Meio do Poder da Comunicação Multilíngue
22.11.23
Cursos de idiomas: Entenda os pontos de atenção e capacitação em ambientes corporativos
17.11.23
Equipes de Logística: Entenda como a dificuldade de comunicação é realidade diante da barreira linguística
Faça Aulas gratuitas de conversação:
Sou Aluno
Seta apontando para a diagonal alta direita. Representando um link para outra página
lingonews
Receba novidades e conteúdos exclusivos em nossas newsletters.
Obrigado por se cadastrar!
Email inválido. Tente novamente ou use outro email.
Estamos na lista de 100 Startups to Watch, pela Pequenas Empresas e Grandes Negócios
Estamos na lista das 100 Latam EdTech mais promissoras de 2022, pela HolonIQ
Acelerado por grandes parceiros:
© 2023 Lingopass - todos os direitos reservados. Termo de Uso e Política de Privacidade